Últimas Notícias
Carregando...
quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Posso ser cristão sem uma contínua conversão de vida?


É preciso sair da condição atual e propor uma mudança de vida
Acredito que, assim como eu, você, em algum momento da vida, já deva ter experimentado a impressão de que estacionou na sua caminhada espiritual e no seu processo de conversão. Assim como já tenha se perguntado: “Como continuar o caminho de conversão e mudança de vida até alcançar a vida eterna?”

Essa pergunta não fomos somente nós que a fizemos, mas também um personagem emblemático nas Sagradas Escrituras. Trata-se daquele que conhecemos como o “jovem rico”. Ele perguntou para Aquele que, mais do que ninguém, poderia responder: Jesus. Esse jovem, que a Palavra de Deus não coloca nome, talvez para que coloquemos o nosso nome e assim nos reconheçamos nesta mesma atitude de perguntar “como faremos para ter a vida eterna?”. A resposta de Jesus foi perturbadora para aquele jovem. E você, já escutou de Jesus o que precisa mudar para alcançar o céu?
Cristo, após ter ouvido daquele rapaz religioso que ele já observara todos os mandamentos, mas no seu coração ainda lhe faltava algo, pediu para que ele vendesse tudo o que tinha, desse aos pobres e O seguisse. Contudo, aquele jovem saiu cheio de tristeza, pois não queria vender seus bens, porque era muito rico, diz o Evangelho. Muitas vezes, não queremos escutar as palavras de Jesus, porque somos como esse jovem, e não queremos deixar os nossos apegos, mesmo que estes nos atrapalhem na vida com Deus.

O apelo de Jesus para nós
Encontramos no versículo 21 do capítulo 19 do Evangelho de Mateus o apelo de Jesus: “Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no céu”. O nosso olhar deve se voltar para o verbo “vai”, esse verbo indica um ato de saída, de não permanência na mesma situação. Este é o apelo de Jesus, precisamos sair da condição que nos encontramos e dar passos para alcançarmos o tesouro nos céus.

Você não conseguirá mudar de vida se não obedecer esse apelo feito por Jesus. Todo ato de saída requer deixar muitas coisas, é o que chamamos de conversão. Costumamos ouvir falar de conversão como Metanoia, que significa uma mudança de mentalidade. Contudo, se fizermos um confronto desse significado com o texto bíblico entenderemos que está se referindo a atos concretos.

O que poderá nos impedir são os apegos aos bens materiais. Talvez você não seja rico nem tenha muitos bens, mas pode ser que seus apegos sejam a sua aparência, o seu reconhecimento, o seu nome frente aos outros, as suas convicções, os seus pecados cotidianos que, muitas vezes, você sabe que existem, mas não deseja mudar. Meu querido, Deus não trabalha com coisas transitórias, mas com realidades eternas, por isso aquele jovem não questionou Jesus querendo saber de coisas terrenas, mas perguntou do que é mais essencial as nossas vidas, a eternidade. Não coloque em jogo a sua vida eterna, decida-se hoje por uma mudança de atitude.
O apóstolo Paulo nos ajuda nesta mudança
O apóstolo Paulo nos apresenta dois momentos no processo de conversão. São eles: a separação de tudo o que é contrário a Deus e um esforço por um comportamento correto frente a Deus. Vejamos o que as Sagradas Escrituras nos orientam nesses dois momentos da conversão.

Sobre o que é contrário a Deus encontramos na Segunda Carta aos Coríntios 12,20b: “Receio que haja entre vós contendas, ciúmes, iras, disputas, maledicências, murmurações, insolências e desordens”. Nota-se, nesse trecho, que Paulo rejeita tais atitudes, pois elas são opostas a Deus. Não é possível nos abrirmos a um processo de mudança de vida se permanecemos com as mesmas realidades, que são totalmente inversas à vontade de Deus.

Sobre o esforço para um comportamento reto, encontramos na Carta aos Romanos 2,4s: “Por causa de teu endurecimento e de teu coração, impenitente, estás acumulando ira para ti mesmo […]. Àqueles que, perseverando na prática do bem, buscam a glória, a honra e a incorruptibilidade, Deus dará a vida eterna”. Quando começamos um processo de metanoia, o nosso comportamento precisa mudar. Alguém que deseja mudar de vida necessita ter novas atitudes, porque essas novas atitudes formarão em nós os hábitos e depois as virtudes. Pois como sabemos que se adquire o hábito pela repetição de uma atitude, sendo essa atitude boa, ela se tornará virtude.

Então, tomemos posse desse processo de mudança de vida que é ininterrupto. Aprendamos com São Paulo a deixar o que é contrário a Deus e a buscar um comportamento reto diante de Deus.


Fábio Nunes

Francisco Fábio Nunes
Natural de Fortaleza (CE), é missionário da Comunidade Canção Nova e candidato às Ordens Sacras. Licenciado em Filosofia pela Faculdade Canção Nova
Fonte: https://www.cancaonova.com/

0 comentários:

Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Copyright © 2010-2018 Comunidade Católica Filhos de Sião TODOS OS DIREITOS RESERVADOS