terça-feira, 22 de dezembro de 2015

O Natal está próximo


O tempo do Advento é um tempo de expectativa, e o cristão é chamado a vivê-lo em plenitude para atualizar a acolhida do Mistério da Encarnação na história de hoje e, assim, receber dignamente o Senhor.
Temos oportunidade de participar da Eucaristia com os temas que nos fazem aprofundar este momento litúrgico, acompanhamos pela Liturgia das Horas e agora, na semana de preparação próxima do Natal com textos que caracterizam a nossa cultura e abertura para a celebração cristã do Natal como as famosas “antífonas em Ó”. Presépios, músicas, enfeites também caracterizam este tempo, que convida a humanidade a agradecer a Deus pelo seu Amor para conosco. Popularmente em nosso país, a novena de Natal é a oportunidade de preparação já inserida em nossa tradição católica.
Somos chamados a exercitar a vigilância na fé e na oração. Participar da Celebração Eucarística neste tempo significa acolher e reconhecer o Senhor Jesus, que continuamente vem ficar no meio de nós e segui-Lo no caminho que leva ao Pai, a fim de que, com sua vinda gloriosa no fim dos tempos, nos introduza todos juntos ao Reino, para fazer-nos tomar parte na vida eterna, com os Bem Aventurados, Santos e Santas do céu.
A celebração penitencial é colocada como uma oportunidade concreta de conversão para que possamos preparar as nossas mentes e corações para abrigar profundamente o Senhor que veio, virá e vem. Tivemos também a coleta nacional para a evangelização que nos convocou a assumir nossa responsabilidade e compromisso batismais.
Portanto, são inúmeras as maneiras em que a Igreja incentiva seus filhos a se prepararem bem para a Solenidade do Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo. A novena de Natal, geralmente realizada nas semanas que o antecedem, nos proporciona uma expectante espera de Nosso Senhor Jesus Cristo. Nesses nove dias a Igreja nos convida a nos centrarmos mais no Senhor, fixando nele e somente nele nossos olhares, e, com Maria Santíssima e são José, aprendermos do Cristo como se vive segundo a vontade do Pai que está nos céus.
Que sonho nos é despertado mais uma vez: uma humanidade reconciliada, um mundo de paz, uma criação em harmonia! Eis o sonho do povo com a vinda do Messias, e eis o dom que ele traz! São Paulo diz na Carta aos Romanos que Cristo realiza este sonho prometido. A primeira reconciliação que Ele trouxe foi unir num só povo, numa só humanidade, o que antes era dividido.
Não nos esqueçamos de que o Natal é um tempo de escuta e de aproximação do Filho de Deus. Uma proposta de vida nova. Um novo estilo radical de vida. Que sejamos colaboradores e motivadores da cultura da paz, onde Cristo exerce sua força e traduz o seu amor misericordioso. Aproveitemos desses elementos de preparação para o Natal e, a exemplo de Maria, digamos: “Eis aqui a serva do Senhor”.
Que as atitudes de preparação nos levem a uma escuta aprofundada e comprometida da Palavra do Senhor e seja a oportunidade de crescermos em nosso caminho de seguimento a Cristo e a Trindade. Sejamos vigilantes e não cedamos às tentações do mundo que tendem a nos afastar do Deus vivo; corramos ao encontro do Filho de Deus para alcançarmos a salvação; acreditemos e trabalhemos por dias melhores, empenhando nossas energias para responder ao dom da graça e, assim, testemunhar os novos céus e nova terra.
Que ao despertarmos neste Natal, após um frutuoso período de preparação e conversão interior, possamos nos tornar luzes em meio a um tempo de trevas, esperança em meio a um tempo de desilusões, e mostrar ao mundo que o Menino da manjedoura – o Emanuel, Deus conosco – está presente em nossos lares esperando que lhe abramos a manjedoura de nosso coração e sejamos protagonistas deste novo tempo: tempo das luzes, da presença e da plena realização do ser humano.
Por: www.comshalom.org



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados