quinta-feira, 23 de outubro de 2014
Preguiça Espiritual

Preguiça Espiritual






Preguiça Espiritual = Omissão
Mt 21,28-32.
 O pecado da preguiça – ele consiste no torpor espiritual,(estado de sensibilidade reduzida, inatividade física e mental); na falta de gosto pelas coisas de Deus, na indolência espiritual,(falta de dor, insensibilidade, apatia); Tibieza; do filho que disse “Vou, mas não foi”.



Tibieza
Eis irmãos uma situação difícil para o cristão, esta a quem muitas vezes não sabemos como enfrentar, a chamada “tibieza”.
E o que seria “tibieza”? O próprio Jesus nos responde “não és nem frio nem quente. Oxalá fostes frio ou quente! Mas como és morno, nem frio nem quente, vou vomitar-te” (Apo 3, 15-16).
Existem dois tipos de tibieza: Inevitável e evitável.
A inevitável – nem os santos estão livres, pois abrange faltas cometidas sem ser por vontade e sim pela nossa fragilidade humana como: distração na oração, perturbações interiores, palavras inúteis, desejo de se mostrar. Devemos sempre evitar essas falhas, mas é quase impossível evitá-las devido a nossa natureza humana corrompida pelo pecado, mas o que podemos fazer é nos arrepender sempre, pois desgostam muito o coração de Deus.
A evitável – essas impedem a nossa santificação, pois advêm de pecados cometidos de olhos abertos que podem ser evitados com a graça de Deus. Santa Tereza D’Ávila nos diz: “Que Deus nos livre dos pecados deliberados, por pequeno que seja.” Que pecados seriam esses? Por exemplo: “mentiras, murmurações, ressentimento, vaidade, antipatia, palavras ou conversas picantes, etc.” Santa Tereza dizia “com as coisas pequenas o demônio vai abrindo buracos onde entram as coisas grandes”. Por isso devemos recear cometer tais pecados, pois eles nos afastam de Deus.
Existem cinco meios para deixar a tibieza e caminhar na perfeição:
1. Desejo de perfeição: Quem deseja a perfeição nunca deixa de progredir nela; aquele que não a deseja, andará sempre para trás e se torna mais imperfeito do que no começo. Na caminhada quem não avança, retrocede arrastado pelo pecado.
2. A decisão de alcançá-la: Não basta só o desejo de ser santo, se não juntarmos a esse desejo a firme decisão de alcançá-la. Devemos sempre deixar que as convicções de nossas decisões saiam do coração de Deus e revelem-se na nossa vida.
3. A meditação: Quem não medita as verdades eternas não vive como cristão, pois deixa de caminhar na luz e passa a andar na escuridão. As verdades da fé não se enxergam bem com os olhos do corpo e sim com os olhos da alma a partir do momento que nosso espírito medita.
4. Comunhão freqüente: É nesse sacramento que afugentamos o mal dentro de nós, pois esse sacramento aumenta o amor de Deus em nós, e o amor de Deus pelos outros. Podemos dizer que a tibieza é como uma fogueira apagada e a Eucaristia é o fogo, quanto mais comungamos mais acendemos esse fogo em nós!
5. Oração: É o meio onde conhecemos o amor de Jesus por nós! Quando rezamos Deus
nos faz conhecer a verdade sobre nós mesmo através de sua palavra, e nos conhecendo passamos a superar nossas fraquezas por uma graça e amor de Deus.
Diante de tudo isso só podemos acreditar que a tibieza pode nos afastar ou nos aproximar de Deus. Isso depende de nós, das nossas escolhas. Como está escrito: “Pedi e se vos dará” (Mateus 7,7a), por isso peçamos para não cair nessa tibieza e Deus fará o resto.
Mt. 25, 1-13 – coloque-se no lugar das virgens imprudentes.
Mt 25,14-30 coloque-se no lugar do homem que enterrou o talento.
Mt 25,31-46 coloque-se no lugar dos pobres, dos prisioneiros, dos doentes.

Ministério de Formação
terça-feira, 21 de outubro de 2014
VemNessaOnda - Testemunho de Manuel

VemNessaOnda - Testemunho de Manuel




VemNessaOnda 2014.
Testemunho de vida de Manuel, núcleo do Ministério Jovem Diocesano de Sobral e membro da Comunidade Coração de Maria.


 
 
O VemNessaOnda aconteceu nos dias 18 e 19 de outubro em Marco-CE.  Click e confira as fotos do Evento
domingo, 5 de outubro de 2014
O Rosário, Instrumento de Salvação.

O Rosário, Instrumento de Salvação.


A Santíssima Virgem revelou ao Beato Alano que, quando São Domingos pregou o Rosário, pecadores endurecidos foram tocados e choraram amargamente seus crimes, e até crianças fizeram penitências incríveis.

O fervor foi tão grande, por toda a parte onde ele pregava, que os pecadores mudaram de vida e edificaram todo o mundo por suas penitências.

Se vós sentis vossa consciência carregada de pecados, tomai o Rosário e rezai uma parte dele em honra de alguns dos mistérios da vida, da paixão ou da glória de Jesus Cristo.

Convencei-vos de que, enquanto estiverdes meditando e honrando esses mistérios, no céu Ele mostrará suas chagas sagradas ao Pai, tomará a vossa defesa e obterá a contrição e o perdão dos vossos pecados. Ele mesmo disse um dia ao Beato Alano: "Se esses míseros pecadores rezassem frequentemente o Rosário, participariam dos méritos da minha paixão e Eu, como seu advogado, aplacaria a Justiça divina".

Nossa vida é uma guerra e uma tentação contínuas, na qual não temos que combater inimigos de carne e de sangue, mas as próprias potências do inferno.

Armai-vos, pois, com a arma de Deus que é o santo Rosário. Esmagareis assim a cabeça do demônio e permanecereis inabaláveis diante de todas as suas tentações.

É por isso que o Rosário, ainda que considerado materialmente, é tão terrível ao demônio, e os Santos dele se serviram para expulsá-lo dos corpos de possessos, como testemunham muitas narrativas.

O Beato Alano atesta que livrou grande número de possessos colocando o Rosário em seu pescoço.

Santo Agostinho assegura que não há exercício mais frutuoso e mais útil para a salvação do que pensar frequentemente nos sofrimentos de Nosso Senhor.

Santo Alberto Magno, mestre de São Tomás, soube por revelação que a simples lembrança ou meditação da paixão de Jesus Cristo é mais meritória ao cristão do que jejuar a pão e água todas as sextas-feiras de um ano inteiro, ou tomar a disciplina até o sangue todas as semanas, ou recitar todos os dias os cento e cinqüenta Salmos.

O Padre Dorland conta que a Santíssima Virgem declarou ao venerável Domingos, cartuxo devoto do santo Rosário, que residia em Trèves no ano de 1481, que "todas as vezes que um fiel recita o Rosário com as meditações dos mistérios da vida e da paixão de Jesus Cristo em estado de graça, ele obtém plena e inteira remissão de todos os seus pecados".

Ao Beato Alano, Ela disse: "Grande quantidade de indulgências foram concedidas ao meu Rosário, mas fica sabendo que Eu acrescentarei ainda muitas mais, aos que rezarem o terço em estado de graça, de joelhos e devotamente. E a quem nas mesmas condições perseverar nessa devoção, Eu lhe obterei no fim da vida, como recompensa por esse bom serviço, a plena remissão da pena e da culpa de todos os seus pecados".


(Extraído do livro: A eficácia maravilhosa do Santo Rosário,
de São Luís Maria Grignion de Montfort)

Fonte: Últimas e Derradeiras Graças
quinta-feira, 2 de outubro de 2014
Planejando a Família no amor

Planejando a Família no amor



Congresso das Famílias.

  Tema: Planejando a Família no amor.

  Pregadores: Sérgio e Socorro – Comunidade Reflexo de Deus.

A família é uma vontade de Deus. E ninguém, por mais que tente, vai conseguir destruir.

Quando no casamento um dos dois ganhar, os dois perderam.

Gen. 1, 28

São três dimensões que os casais precisam viver:

1-Espiritualidade

O homem e a mulher precisam ter uma espiritualidade para que os dois possam crescer juntos. Todas as expectativas de vocês devem estar em Deus, porque quanto mais próximo de Deus, mais próximo do seu marido e da sua esposa você vai estar. É preciso ter espiritualidade, oração, porque se chegar um momento difícil, como exemplo: uma doença na família, se eu não tiver Deus, você não vai suportar, o outro (seu marido e sua esposa) precisa de você. Tenha necessidade de estar perto de Deus, você homem e você mulher tem que viver a espiritualidade pessoal, particular.

2-Sensibilidade

As vezes temos mais cuidado com as pessoas da rua do que com os próprios de sua casa.É preciso iniciar e terminar as discursões, e o casal entregar juntos suas diferenças a Deus.

Precisamos cultivar sempre o amor pelo outro.

3-Sexualidade

Façamos desta área de nossa vida algo divino, e não algo banal. Nesta área tem algo muito importante que é o planejamento familiar.




O Congresso das Famílias aconteceu nos dias 27 e 28 de setembro naCasa da Paz, na rua Gov. Raul Barbosa, Centro Marco-CE.
Confira fotos do evento, aqui:  facebook.com/comfilhosdesiao



Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2016 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados