sábado, 19 de abril de 2014

O sofrimento de Cristo




A Sexta feira Santa, Sexta da Paixão, extremo sofrimento de Cristo.
Jesus Cristo Se esvazia de sua potência divina e se entrega.
"Que necessidade havia para que o filho de Deus morresse por nós?"
(São Tomás de Aquino)
E ele responde: para ser remédio para os nossos pecados.
Lucas 22
A flagelação de Jesus se dá de maneira cruel.
Jesus Cristo suou sangue (Hematidrose, dor e angústia que leva o corpo a soar sangue)
Colocaram uma coroa de espinhos em Sua cabeça batendo com varas, os espinhos tinham em média 6 cm.
Durante seu flagelo atado a coluna, Cristo foi totalmente desfigurado com açoites feitos com pontas de ferro e ossos que ao terem contato com a pele, era rasgada. Bateram tanto em Jesus a ponto de não ficar um centímetro de tecido epitelial em seu corpo.
No carregamento da cruz, Cristo cai com o joelho no chão, e o joelho
Se esfacela.
Ao chegar no calvário, pregaram Jesus na Cruz pelos pulsos  com pregos com cerca de 20cm que quase não tinha pontas, nesse momento Ele teve uma dor inimaginável. Derem um líquido (ácido no qual os Romanos usavam para limpar suas armas ácido) para cristo beber e seus lábios foram queimados. E depois de todo esse sofrimento ele perdoa a todos, "Pai, perdoai-os porque eles não sabem o que fazem." (Lucas 23:34).



Pregação de Paulo Filho, consagrado na comunidade de aliança da Comunidade Filhos de Sião
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados