Formação

Notícias da Igreja

Destaques

domingo, 28 de julho de 2013
Homilia do Papa Francisco - Missa de Envio

Homilia do Papa Francisco - Missa de Envio


Amados irmãos e irmãs!
No término desta Celebração Eucarística, com a qual elevamos a Deus o nosso canto de louvor e gratidão por todas as graças recebidas durante esta Jornada Mundial da Juventude, quero ainda agradecer a Dom Orani Tempesta e ao Cardeal Ryłko as palavras que me dirigiram. Agradeço também a vocês, queridos jovens, por todas as alegrias que me deram nestes dias. Levo a cada um de vocês no meu coração!
Dirijamos agora o nosso olhar à Mãe do Céu, a Virgem Maria. Nestes dias, Jesus lhes repetiu com insistência o convite para serem seus discípulos-missionários; vocês escutaram a voz do Bom Pastor que lhes chamou pelo nome e vocês reconheceram a voz que lhes chamava (cf. Jo10,4). Não é verdade que, nesta voz que ressoou nos seus corações, vocês sentiram a ternura do amor de Deus? Não é verdade que vocês experimentaram a beleza de seguir a Cristo, juntos, na Igreja? Não é verdade que vocês compreenderam melhor que o Evangelho é a resposta ao desejo de uma vida ainda mais
plena? (cf. Jo10,10).
A Virgem Imaculada intercede por nós no Céu como uma boa mãe que guarda dos seus filhos. Maria nos ensina, com a sua existência, o que significa ser discípulo missionário. Cada vez que rezamos o Ângelus, recordamos o acontecimento que mudou para sempre a história dos homens. Quando o anjo Gabriel anunciou a Maria que se tornaria a Mãe de Jesus, Ela - mesmo sem compreender todo o significado daquele chamado - confiou em Deus e respondeu: «Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra» (Lc 1,38). Mas, o que fez Maria logo em seguida? Após ter recebido a graça de ser a Mãe do Verbo encarnado, não guardou para si esse dom; partiu, saiu da sua casa e foi, apressadamente, visitar a sua parente Isabel que precisava de ajuda (cf. Lc 1, 38-39); cumpriu um gesto de amor, de caridade, de serviço concreto, levando Jesus que trazia no ventre. E se apressou a fazer este gesto!
Eis aqui, queridos amigos o nosso modelo. Aquela que recebeu o dom mais precioso de Deus, como primeiro gesto de resposta, põe-se a caminho para servir e levar Jesus. Peçamos a Nossa Senhora que também nos ajude a transmitir a alegria de Cristo aos nossos familiares, aos nossos companheiros, aos nossos amigos, a todas as pessoas. Nunca tenham medo de ser generosos com Cristo! Vale a pena! Sair e ir com coragem e generosidade, para que cada homem e cada mulher possa encontrar o Senhor.
Queridos jovens, temos encontro marcado na próxima Jornada Mundial da Juventude, no ano de 2016 em
Cracóvia, na Polônia. Pela intercessão materna de Maria, peçamos a luz do Espírito Santo sobre o caminho que nos levará a esta nova etapa da jubilosa celebração da fé e do amor de Cristo.
Rezemos agora juntos... [reza do «Ângelus»]
Papa Francisco se despede do Rio

Papa Francisco se despede do Rio



Depois de uma semana no Brasil para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013), o Papa Francisco regressou a Roma no início da noite deste domingo, 28. Com entusiasmo e saudando o povo, o Santo Padre chegou à Base Aérea do Galeão para a cerimônia de despedida e proferiu um discurso emocionado em que disse um "até breve com saudades" aos brasileiros.
Em um discurso saudosista, Papa Francisco começou dizendo que “neste momento já começava a sentir saudades”. "Parto com a alma cheia de recordações felizes; essas – estou certo – tornar-se-ão oração. Neste momento, já começo a sentir saudades. Saudades do Brasil, este povo tão grande e de grande coração; este povo tão amoroso. Saudades do sorriso aberto e sincero que vi em tantas pessoas, saudades do entusiasmo dos voluntários", destacou.
Tendo participado de uma agenda repleta de compromissos durante a JMJ Rio2013, o Papa fez questão de lembrar-se das visitas que realizou ao Hospital São Francisco e à comunidade de Varginha, zona norte do Rio. Na ocasião, ainda, agradeceu a Presidente Dilma Rousseff – representada pelo Vice-Presidente - pela acolhida e “por ter-se feito intérprete dos sentimentos de todo o povo do Brasil para com o Sucessor de Pedro”, destacou. Os agradecimentos se estenderam aos “Irmãos Bispos”, como ele preferiu chama-los, e aos seus diversos colaboradores.
O Santo Padre agradeceu a acolhida de todos e saudou autoridades. Ele abençoou ainda os jovens, que foram os protagonistas da JMJ Rio2013. "Neste clima de gratidão e saudades, penso nos jovens, protagonistas desse grande encontro: Deus lhes abençoe por tão belo testemunho de participação viva, profunda e alegre nestes dias!", ressaltou. E, recordando-se do lema da JMJ Rio2013, frisou: “Muitos de vocês vieram como discípulos nesta peregrinação; não tenho dúvida de que todos agora partem como missionários”.
Representando a presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente da República, Michel Temer, despediu-se do Papa Francisco em nome de todos os brasileiros. Segundo Temer, a visita do Santo Padre trouxe uma demonstração de fé, paz, temperança e tolerância ao Brasil. "O Santo Padre trouxe paz e harmonia com suas palavras; que elas permaneçam na alma dos brasileiros", disse.
Michel Temer salientou o carinho pastoral que o Papa tem com o povo. “Da próxima vez que vier ao Brasil não precisa mais bater nas portas, elas estarão abertas; entre sem pedir licença!”, enfatizou.
Ao final, o Papa Francisco recordou de Nossa Senhora Aparecida fazendo menção à sua viagem a cidade de Aparecida (SP), no dia 24 de julho. E concluiu pedindo que todos lembrem de rezar pelo Papa, “porque esse Papa precisa muito de oração”.
Cracóvia será sede da próxima JMJ

Cracóvia será sede da próxima JMJ



A próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ) será sediada pela Cracóvia (Polônia), em 2016, cidade natal do beato João II. O anúncio foi feito pelo Papa Francisco na manhã deste domingo, 28, durante a Missa de Envio da JMJ Rio2013.
Terra natal do beato João Paulo II, Cracóvia é considerada a capital espiritual da Polônia. A vida espiritual da cidade iniciou muito antes de Karol Wojtyła. Já no ano 1000, a diocese de Cracóvia foi criada, e a cidade tornou-se um destino popular para peregrinações cristãs.

O país encontra-se no centro do continente europeu. Perto de Varsóvia é onde se localiza o centro geométrico da Europa, no qual se cruzam as linhas que unem os cabos Nordkinn (a Noruega) com Matapan (o Peloponeso, a Grécia) e o Cabo da Roca (Portugal) com a parte central dos Montes Urais. Pela Polônia passa também a fronteira continental entre a Europa Ocidental e a Europa Oriental.
Agradecimento ao Papa
Antes do anúncio de Cracóvia como cidade-sede da próxima JMJ, o Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanisław Ryłko, fez um agradecimento ao Papa Francisco. “Ao término destes dias maravilhosos e inesquecíveis que passamos no Rio de Janeiro, com o coração cheio de alegria, os jovens desejam expressar-lhe, Santo Padre, sua devoção e gratidão. Obrigado por ter presidido esta JMJ! Obrigado pelas palavras que dirigiu a estes jovens, palavras de esperança e indicações seguras para o caminho”, disse.
Os jovens se colocam, segundo o cardeal, como discípulos e missionários de Jesus Cristo. “Santo Padre, chegou o momento do envio missionário. Ao término desta JMJ, os jovens, enviados por Vossa Santidade, estão prontos a ir ao mundo inteiro como apóstolos da nova evangelização”, acrescentou.
Cardeal Ryłko disse ainda que a JMJ Rio2013 teve grandes frutos na evangelização; foram cerca de 300 bispos fizeram catequeses em 27 línguas diversas. Ele pediu que o Santo Padre abençoe os jovens discípulos e missionários de Jesus Cristo. “Eles estão aqui, prontos a partir deste imenso Cenáculo ao ar livre – exatamente como uma vez os apóstolos saíram do Cenáculo de Pentecostes – para testemunhar a sua fé até os extremos confins da terra!”, disse.

sexta-feira, 26 de julho de 2013
Angelus com Papa Francisco na JMJ

Angelus com Papa Francisco na JMJ


Nesta sexta-feira, 26 de julho, dia dedicado aos avós no Brasil, depois de conversar com vários jovens que foram se encontrar com ele no Palácio São Joaquim, da Arquidiocese do Rio, Papa Francisco fez sua meditação do “Angelus” e chamou a atenção de todos para a importância e o valor dos idosos.

Papa Francisco recebeu, na manhã desta sexta-feira, depois de conversar com alguns jovens que passam pela experiência da recuperação depois de terem cometido infrações, dirigiu-se ao balcão do Palácio São Joaquim para fazer a meditação do Angelus.

Agradeço a Divina Providência, disse o Papa, “por ter guiado os meus passos à cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro”. Ele também agradeceu ao arcebispo do Rio, dom Oran Tempesta pelo caloroso acolhimento. “Gostaria que essa minha passagem pela cidade do Rio renovasse em todos, o amor a Cristo e pela Igreja, a alegria de estar unidos a Ele e pertencer a Igreja, o empenho de viver e de testemunhar a fé”, afirmou.

O Papa lembrou a importância de se rezar o Angelus todos os dias: “uma belissima expressão popular da fé é a oração do Angelus. É uma oração simples de recitar em três momentos do dia que marca o ritmo de nossas atividades cotidianas: de manhã, ao meio dia e no entardecer. Mas é uma oração importante e convido a todos a recitar a Ave Maria”.

E recordou: “Hoje a Igreja celebra a jornada dos pais da Virgem Maria, os avós de Jesus: os santos Joaquim e Ana. Na casa deles, veio ao Mundo, Maria, trazendo com ela o extraordinário mistério da Imaculada Conceição; na casa deles, cresceu Maria, acompanhada pelo amor e a fé que eles professavam; na casa deles, ela aprendeu a escutar o Senhor e a seguir a Sua vontade. Os Santos Joaquim e Ana fazem parte de uma corrente que transmitiu o amor por Deus, no ambiente da família, até chegar a Maria que acolheu no seu ventre o Filho de Deus o doou ao mundo, doou Jesus a nós”.

O papa destacou o ambiente familiar como como lugar privilegiado para a transmissão da fé. Olhando para esse ambiente, o Papa fez questão de dizer: “hoje, na festa de São Joaquim e Santa Ana, no Brasil como em outros países, se celebra a festa dos avós.  Quanto são importantes na vida da família para comunicar o patrimônio de humanidade e de fé que é essencial para toda sociedade! E como é importante o diálogo entre as gerações, sobretudo dentro da família.  O Documento de Aparecida nos recordou: ‘as crianças e os anciãos construíram o futuro dos povos; as crianças porque levarão avante a história, os anciãos porque transmitem a experiência e a sabedoria da vida’. Esta relação, este diálogo entre as gerações é um tesouro para se conservar e alimentar!”.

E terminou: “Nesta Jornada da Juventude, os jovens querem saudar os avós. Saúdam com tanto afeto e agradecem pelo testemunho de sabedoria que nos oferecem continuamente. E, agora, nesta Praça, nas ruas dos arredores, nas casas que vivem com este momento de oração, sentimos como única grande família e olhemos para Maria para que guarde nossas famílias”.

Fonte www.cnbb.org.br
Cerimônia de Acolhida da JMJ 2013

Cerimônia de Acolhida da JMJ 2013



“Nessa semana, o Rio de Janeiro se tornou o centro da Igreja”. As palavras do Papa Francisco marcaram a cerimônia de acolhida do Santo Padre em Copacabana. Com o tradicional sorriso e carinho, o Papa saudou e acolheu a multidão de jovens que se reuniram para ouvir as suas palavras no primeiro Ato Central da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013) presidido por ele.
O Papa convidou os jovens a colocarem Cristo em suas vidas. ‘Bote Cristo em seu coração: Ele lhe acolhe no Sacramento do perdão, para curar, com a sua misericórdia, as feridas do pecado”, destacou.
O Papa lembrou os eventos de peregrinação da Cruz da Jornada e do Ícone de Nossa Senhora chamados de Bote Fé. “Bote Fé. Falta o sal, então bota sal. Falta azeite, bota azeite. Bota significa colocar, derramar. Se queremos que a nossa vida tenha plenitude, digo a cada um de vocês bote fé e a vida terá um sabor novo. Bote esperança e todos os seus dias serão iluminados. Bote amor e a sua existência será como uma casa construída na rocha. Bote fé, bote esperança e bote amor!”, explicou.
No início da cerimônia, o Santo Padre pediu que todos fizessem um minuto de silêncio para uma breve oração pelos jovens da Guiana Francesa que sofreram um acidente enquanto se preparavam para participar desta Jornada.
Ele lembrou também que o Papa Emérito Bento XVI está acompanhando a JMJ Rio2013 em oração e pelos meios de comunicação. A notícia foi recebida pelos jovens com o grito “Benedictus”, que foi acompanhado pelo Papa Francisco. “Agora ele nos está vendo”, disse aos jovens.
Os cinco continentes presenteiam o Papa
Cerca de 250 jovens fizeram uma apresentação artística para o Papa. Houve ainda a Cerimônia das bandeiras apresentam os 175 países que participam da JMJ Rio2013.
Em seguida, representados por jovens, os cinco continentes da Ásia, Europa, África, Oceania e América, presentearam o Papa, nesta noite de quinta-feira, 25, durante a cerimônia de acolhida, na Praia de Copacabana. Cada um saudou o Santo Padre com o idioma próprio e em seguida deram os presentes que simbolizaram seus continentes de origem.
O último continente a se apresentar foi o americano, representado por uma brasileira, que falou da fé do povo do Norte ao Sul do País. O presente ofertado ao Papa foi uma muda de Pau Brasil, típico do País.
Logo em seguida, as apresentações musicais de Fafá de Belém, Deivison Silva e Eugênio Jorge, Grande Coro Infantil, Adriana Arydes, Ziza Fernandes, Olívia Ferreira, Eliana Ribeiro, Suely Façanha e Celina Borges, chamaram a atenção do Papa que atentamente acompanhava as manifestações de carinho. No repertório, canções da música popular brasileira repletas de religiosidade em suas letras encantaram o Sumo Pontífice.
Jovens fazem apresentação ao Papa com as músicas características do Brasil
Para representar o Brasil com sua mistura e diversidade, jovens caracterizados de diversos estilos realizaram uma apresentação ao Papa Francisco, no palco onde o Pontífice foi acolhido. Na música, a Bossa Nova, o MPB e o Samba, compuseram a dramatização artística. Entre os jovens, garis, sambistas, porta-bandeira de Escola de Samba dançaram para a enorme plateia espalhada pelas areias de Copacabana. 
Entusiasmado, o Papa, acompanhou ora sentado, ora em pé toda a apresentação com um o singular sorriso no rosto. Logo após, representantes com bandeiras de diversos países também representaram para o Santo Padre.

Fonte :JMJ RIO 2013
quarta-feira, 24 de julho de 2013
Missa de abertura da JMJ 2013

Missa de abertura da JMJ 2013


O encontro de jovens de 175 nações na Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013) é uma ocasião ideal para dar ao mundo lições de fraternidade, unidade e vivência radical do Evangelho. A propagação desses valores e a missionariedade foram tema da homilia da Missa de Abertura da JMJ Rio2013. A celebração foi presidida por Dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro e presidente do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ Rio2013 e pelo Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanisław Ryłko.
“Durante a Jornada, aprenderemos a dizer ‘Fala, Senhor, que teu servo escuta’! E ouviremos cada vez mais o Senhor a nos dizer: ‘Sejam missionários’. ‘Ide e fazei discípulos entre as nações’! E todos nós responderemos: ‘Eis-nos aqui, Senhor, envia-nos!’”, animou Dom Orani.
O arcebispo deu as boas-vindas aos jovens e disse que o melhor presente que poderemos dar às outras pessoas é a presença de Cristo, que nos preenche e impulsiona a amar e a nos doar. “Vocês vieram de diferentes partes do mundo para juntos partilharmos a fé e a alegria do discipulado. Essa felicidade nos fortalece e nos convida a ir ao encontro dos demais jovens, a fazer-nos missionários em todas as nações”, destacou.
Cardeal Stanisław Ryłko, também saudou os jovens ao final da celebração. “Cristo precisa de vós, jovens! Precisa da vossa fé jovem, cheia de alegria e de entusiasmo missionário! Cristo conta com cada um de vós!”, disse.
O Cardeal deu as boas-vindas aos jovens. “Caros jovens, em nome do Pontifício Conselho para os Leigos, o dicastério do Vaticano ao qual o Santo Padre confiou a organização das Jornadas Mundiais da Juventude, dou-vos as mais calorosas boas-vindas, e saúdo-vos com afeto”.
Dom Orani lembrou que depois de 26 anos, a Jornada Mundial volta ao continente americano e recebe um Papa do continente. O arcebispo destacou também que o Papa Francisco foi acolhido no Rio de Janeiro na última segunda-feira, 23 e que haverá a acolhida do Santo Padre na próxima quinta-feira, 25. “O primeiro peregrino, que já está entre nós, o Santo Padre, o Papa Francisco, se colocou conosco nesta caminhada e nos indicará caminhos durante estes dias. Queridos jovens: não tenham medo de abrir os seus corações para Cristo!”

Mundo novo
Os jovens, de acordo com Dom Orani, são os protagonistas de um mundo novo. “O mundo necessita de jovens como vocês!”, destacou. Ele disse ainda que é sendo testemunhas do Cristo que eles poderão se doar aos outros. “O entusiasmo juvenil por
todos os cantos demonstram o rosto do jovem cristão, que procura unir o testemunho de uma vida autenticamente cristã com as consequências sociais do Evangelho”.
“O caminho missionário exige discernimento, utopia, sonho, mas também do auxílio de alguém ao nosso lado que nos ajude a reconhecer a voz de Deus”, ressaltou Dom Orani. Ele lembrou ainda que Jesus veio para que os pecadores experimentem a misericórdia, a exemplo de Mateus, que era cobrador de impostos. “É esta expressão bíblica que gostaríamos que estivesse nos lábios e corações de vocês hoje e sempre: Eis-nos aqui, Senhor! A exemplo de Mateus, também estamos prontos para as consequências do SIM a Deus, cheias de desafios e alegrias”, completou.
Cristo convida todos os jovens a serem arautos da paz e da concórdia, conclamando o mundo a viver a santidade que brota do Redentor do Homem. “Andem por esta cidade, testemunhem Jesus Cristo, comprometam-se com o mundo novo, contagiem a todos com a alegria e a paz de Cristo, como sentinelas da manhã, trabalhando na renovação do mundo à luz do plano de Deus”, conclamou.
Dom Orani encorajou os jovens a construírem um mundo novo, a testemunhar a solidariedade, a partilha e a acolhida do amor de Cristo Redentor. É tempo de despertar confiança e esperança que se transformem em atitudes para um amanhã de luz. “Temos muitas barreiras e injustiças para superar. Vamos construir pontes ao invés de muros e obstáculos”, disse.
Maria Santíssima também foi tema da fala de Dom Orani. Ela continua sendo a companheira e mãe de todos os jovens. “A ela confiamos cada um de vocês para que, acolhendo o Cristo que ela nos apresenta, caminhem pelo mundo como discípulos missionários da nova evangelização, sendo protagonistas de um mundo novo, como sentinelas da manhã despertando a esperança de um novo amanhecer”.

Cristo Redentor
“Esta JMJ acontece aos pés da imponente estátua do Cristo Redentor do Corcovado. É Ele o verdadeiro protagonista deste evento! O seu coração bate, movido por um amor infinito por cada um de vós, e os seus braços abertos estão prontos a acolher todos vós!”, disse o Cardeal.
De acordo com o Cardeal, a JMJ Rio2013 é a ocasião ideal para que os jovens se deixem abraçar por Cristo! “Confiai-Lhe todos os vossos anseios, os vossos projetos para o futuro, as vossas alegrias mais profundas, confiai-Lhe também as decisões mais difíceis que sois chamados a tomar, os vossos medos e as inquietações que habitam os vossos jovens corações! A juventude é em si mesma uma enorme riqueza: vós a possuís e deveis fazê-la frutificar! Confiai-a a Cristo!”, destacou.

Preces e oferecimento
Dom Orani iniciou a missa pedindo pela jovem peregrina francesa, falecida na Guiana Francesa durante a Semana Missionária. Rogou pelos jovens mortos em Santa Maria, no
Rio Grande do Sul, pelos jovens desempregados e sem família. Lembrou ainda dos mortos há 20 anos na Candelária, dos jovens sem pátria e os perseguidos pela fé.
Seis jovens de diferentes nacionalidades fizeram as preces. Francesca De Negri italiano), Audrey Oliver (francês), Luiz Edmundo (espanhol), Konrad Krämer (alemão), Yamada Emiko (japonês), Wiktoria Katarzyna (polonesa).

A celebração reuniu entre 500 e 600 mil jovens, segundo dados da Polícia Militar.

segunda-feira, 22 de julho de 2013
Primeiro discurso de Francisco no RJ

Primeiro discurso de Francisco no RJ


“Quis Deus na sua amorosa providência que a primeira viagem internacional do meu Pontificado me consentisse voltar à amada América Latina, precisamente ao Brasil”. Estas foram as primeiras palavras oficiais do Papa Francisco em solo brasileiro, durante a cerimônia de boas-vindas no Palácio da Guanabara, por volta das 18h desta segunda-feira, 22.

Em meio a um clima de muita receptividade, o Santo Padre seguiu o discurso pedindo licença para entrar e transcorrer a semana com o povo brasileiro. Segundo o Papa, sua visita tem a missão única de confirmar os ”irmãos na Fé em Cristo”. “Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo! Venho em seu Nome, para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração; e desejo que chegue a todos e a cada um a minha saudação: ‘A paz de Cristo esteja com vocês!’”
E reforçou o motivo da sua vinda ao Brasil. “Vim para a Jornada Mundial da Juventude. Vim para encontrar os jovens que vieram de todo o mundo, atraídos pelos braços abertos do Cristo Redentor. Eles querem agasalhar-se no seu abraço para, junto de seu Coração, ouvir de novo o seu potente e claro chamado: ‘Ide e fazei discípulos entre todas as nações’”.

Segundo o Papa, Cristo abre espaço para estes jovens que veem de diversas partes do mundo para se encontrarem com o Pontífice, mas sobretudo com Jesus. Francisco ainda destacou a relação do Senhor com a juventude. “Cristo ‘bota fé’ nos jovens e confia-lhes o futuro de sua própria causa: ‘Ide, fazei discípulos’. Ide para além das fronteiras do que é humanamente possível e criem um mundo de irmãos”.

O Papa também lembrou que ao visitar o Brasil e falar aos jovens, também se dirigirá às famílias, às suas comunidades eclesiais e nacionais de origem, às sociedades nas quais estão inseridos.

Ao concluir o discurso, Francisco pediu a atenção do povo brasileiro e “a necessária empatia para estabelecer um diálogo de amigos”. Por fim, prometeu rezar diante da imagem de Nossa Senhora por todos os peregrinos na Jornada Mundial da Juventude. “Depois de amanhã, se Deus quiser, tenho em mente recordar-lhes todos a Nossa Senhora Aparecida, invocando sua proteção materna sobre seus lares e famílias. Desde já a todos abençôo. Obrigado pelo acolhimento!”

 Fonte : Canção Nova
Papa Francisco chega ao Brasil

Papa Francisco chega ao Brasil



O voo que trouxe o Papa Francisco ao Rio de Janeiro chegou à base aérea do aeroporto Galeão às 15h50 desta segunda-feira, 22. O Santo Padre foi recepcionado por autoridades e ouviu um coral de jovens que cantou o hino oficial da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013).
Papa Francisco segue de carro fechado até a Catedral Metropolitana, no Centro. Deste ponto, desta vez em carro aberto, a partir das 17h, o Papa fará um trajeto pela Avenida República do Chile, Avenida Rio Branco, Rua Araújo Porto Alegre, Avenida Graça Aranha, Avenida Nilo Peçanha e novamente na Avenida Rio Branco em direção ao Theatro Municipal.
Depois do trajeto em papamóvel, haverá uma cerimônia de boas vindas no jardim do Palácio Guanabara, onde o Santo Padre fará o seu primeiro discurso. No local, haverá a recepção protocolar das três esferas de governo.
A recepção protocolar será feita pela presidente da república Dilma Rousseff, pelo governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e pelo prefeito da cidade, Eduardo Paes. Está programada também uma reunião privada com a presidente da República.

Fonte: http://www.rio2013.com/
sábado, 20 de julho de 2013
Abertura da Pré Jornada em Sobral

Abertura da Pré Jornada em Sobral


Peregrinos de todo o mundo já estão chegando ao Brasil para a Semana Missionária, que será realizada em diversas dioceses. Ela substitui os “Dias nas dioceses”, que surgiu na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Paris (1997), em caráter opcional, como uma valiosa ocasião para dar aos jovens peregrinos a possibilidade de partilhar com as comunidades locais momentos de oração e proporcionar, também, ocasião de turismo, uma semana antes da jornada.
A proposta de se realizar a “Semana Missionária” foi feita pela Igreja no Brasil e aceita pelo Pontifício Conselho para os leigos. Visa favorecer tudo aquilo que já era proposto pelos Dias nas Dioceses, porém enriquecido com o viés da Missão. Assim, o jovem peregrino não vem só para participar, mas para contribuir no processo evangelizador da juventude. Jovens evangelizando e sendo evangelizados por jovens.
Na última terça-feira, 16, o bispo de Sobral, Dom Odelir José, abriu a Semana Missionária na Igreja Nossa Senhora de Fátima, no bairro Sinhá Sabóia.
A Semana Missionária antecede a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada no Rio de Janeiro, de 23 a 28 de julho de 2013, que tem por objetivo integrar jovens de municípios da Diocese com novas realidades, além de receber missionários de fora do Brasil. A Diocese de Sobral recebe quatro africanos que, ao lado de jovens da Região Norte, partirão no sábado rumo à Jornada Mundial da Juventude. Cerca de 400 jovens da Diocese de Sobral foram para a JMJ Rio 2013. Alguns seminaristas e padres, também foram ao Rio de Janeiro.
Durante a celebração, Dom Odelir apresentou os missionários Prica, Bonheur, Pe. Irénée, Magloire, que estão em Sobral. Os visitantes agradeceram a atenção que, segundo eles, faz tão bem que gera recordações de seus lares. O bispo ainda desejou energias positivas aos sobralenses que viajarão para o Rio de Janeiro. E ao final da missa os jovens cantaram músicas em francês e sango. A Semana Missionária iniciou-se dia 16 e se encerrará neste sábado, 20, com uma celebração na Praça do Theatro São João, às 19 horas

Fonte; PORTAL DIOCESE DE SOBRAL
terça-feira, 16 de julho de 2013
Agenda Semana Missionária

Agenda Semana Missionária





Diocese de Sobral de 16 a 20 de Jul/2013

REGIÃO EPISCOPAL SEDE

Terça- 16/jul
Missa de abertura, acolhida e apresentação dos missionários na Paróquia de Fátima às 19h, com presença de todas as paróquias da diocese.

Quarta-17/jul
Manhã - Cada Paróquia realizará seus momentos de caminhada
Visitas às casas, momentos celebrativos.
Tarde - 17h -Acolhida e animação (Centro de Convenções)
18h - Repasse da realidade diocesana - dentro do Plano de Ação de Evangelização da Diocese
19h - Noite Cultura

Quinta-18/jul
Manha - Cada paróquia realiza seus momentos
19h - acolhida na Praça do Abrigo
19h30min - vigília com a juventude na praça do Abrigo

Sexta-19/jul
Manha - Cada paróquia realiza seus momentos
19h - Fórum da Juventude (Centro de Convenções)

Sábado-20/jul
08h às 12h - Encontro com a juventude no Centro de Convenção - Louvor, Oração, adoração e oficinas.
17h - Concentração no Centro de Convenções
18h - Saída em caminhada com carro de som para o Arco
19h - Missa de envio dos missionários para a JMJ Rio 2013 - Arco Celebrante - Dom Odelir e padres

Região Episcopal do Araras

Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Hidrolândia
Programação da Semana Missionária
14 a 20 de julho de 2013

Domingo-14/07:
Abertura com a Santa Missa às 17h00minh (com a participação de todas as comunidades) e depois da missa eventos: teatro e dança...

Segunda- 15/07:
Visita nos Bairros pela manhã e a noite início de um torneio na Praça da Juventude.

Terça- 16/07:
Visitas nos Bairros pela manhã e a noite teatro na Praça da Matriz. Teatro responsabilidade das escolas.

Quarta- 17/07:
Visitas nos Bairros pela manhã e a noite continuação do torneio na Praça da Juventude.

Quinta:- 18/07
Visitas nos Bairros pela manhã e a noite Adoração benção ao Santíssimo Sacramento e Santa Missa.

Sexta-19/07:
Visitas nos Bairros pela manhã e a noite Santa Missa na Praça da Juventude com entrega da premiação dos ganhadores do torneio.

Sábado-20/07:
Pela manhã caminhada com café partilhado e a noite enceramento com um Show.


Região Episcopal vale do Acaraú

Paróquia de santa Luzia– Jijoca
Programação da Semana Missionária
16 a 20 de julho de 2013
TERÇA-16/JULHO - (SOBRAL)-
19h - Missa de abertura, acolhida e apresentação dos missionários na Paróquia de Fátima.
QUARTA-17/JUL(JIJOCA)-
08h00min- Chegada dos jovens das diversas paróquias da Região Vale do Acaraú.
09h00min- Missa de acolhida dos jovens, com todos os padres da Região.
10h30min- Acolhimento dos jovens nas famílias (hospedagem)
14h30min- Momento de formação(Local:Teatro)
16h30min- Visitas (missão).
18h30min- confissões
19h30min- Missas nas comunidades

QUINTA- 18/JUL(JIJOCA)-
07h30min-Momento de Oração(Patamar da Igreja Matriz)
8h30min-Visitas(missão até 10:30)
11h-Momento de Lazer- piquenique(Lagoa da Jijoca)
16h30min-Visitas(missão até 6:30)18h30- confissões
19h30min- Missas nas comunidades

SEXTA-19/JUL(JIJOCA)-
07h30min-Visitas (missão até 11h)
14h-Organização da Noite Cultural
19h-Santa Missa
20h30min-Início das apresentações(todos os jovens da região)
*Obs.:Após as apresentações os jovens retornarão para suas paróquias.

SÁBADO- 20/JUL(SOBRAL)-
17h00min-Concentração no Centro de Convenções.
18h00min-Saída em caminhada com carro de som para o Arco.
19h00min-Missa de envio dos missionários para JMJ Rio 2013-Arco
Celebrante-Dom Odelir e padres.
Obs: ver a participação dos padres da região nas missas e confissões.

Região episcopal vale do coreaú

Paróquia nossa senhora da conceição - meruoca
Programação da semana missionária
16 a 20 de julho de 2013

Terça -Dia 16- em Sobral
19h - Missa de abertura, acolhida e apresentação dos missionários na Paróquia de
Fátima.

Quarta-17 de Julho- meruoca
Formação Volante por Setores. (Noite – Gincanas Evangélicas)

Quinta-18 de Julho –em meruoca
05h – Caminhada e em seguida Café Comunitário
8h – Missão na Sede e nos setores
Na Sede – Encerramento com a Santa Missa
Setores - Com a Celebração da Palavra

Sexta- 19 de Julho –em meruoca
08h– Acolhida
09h ás 10h30min – Palestra sobre Sexualidade – Palestrante Pe. Diassis
10h40min - Lanche
11hs – Retorno e Plenária
12hs – Almoço
13hs – Apresentações culturais Diversas
14h ás 16h30min– Confissões
17hs – Caminhada com a Juventude
18h30min – Missa de encerramento

Sábado-Dia 20- em Sobral –
17h- concentração no centro de convenções
18h- Saída em caminhada com carro de som para o Arco
19h- Missa de envio dos missionários para a JMJ Rio 2013 – no Arco- com Dom Odelir e todos os padres.

Obs: As paróquia e áreas pastorais deve confirmar a participação dos jovens nas paróquias sedes (Jijoca, Hidrolândia e Meruoca) ou pelos emails:
Setor juventude: setorjuventudesobral@gmail.com
Monica: moycamayara@yahoo.com.br- TIM-9993 2307
Pe.Diniz: carnaubinhadiniz@bol.com.br- TIM- 9941 0296
Agenda: dia 29/06-sábado - Encontro de Formação sobre a Semana Missionária, em sobral (auditório Dom Walfrido).
sexta-feira, 12 de julho de 2013
O que é a Semana Missionária?

O que é a Semana Missionária?



É desejo da Igreja que o legado e os frutos espirituais de uma JMJ se espalhem pelo mundo inteiro, especialmente nas dioceses de seu país sede. Para isso, tradicionalmente, nos cinco dias prévios à chegada do Papa, os jovens de diversas nacionalidades são recebidos pelas dioceses mais próximas da cidade que organiza a JMJ e nelas participam de uma programação específica. Muitas graças recebidas pelos jovens numa Jornada mundial da Juventude começam a ser semeadas no acolhimento que recebem nestes dias que antecedem o encontro com o sucessor de Pedro.Anteriormente esse período era chamado de “Dias nas Dioceses” ou de “Pré-Jornada”, mas durante a visita do Cardeal Rylko – presidente do Pontifício Conselho para os Leigos – ao Rio de Janeiro em fevereiro de 2012, ele concordou que esta semana tenha um forte caráter missionário, seguindo a linha do Documento de Aparecida. Portanto, em 2013 estes dias especiais que antecedem a JMJ serão chamados de Semana Missionária.A proposta na Semana Missionária para os jovens peregrinos estrangeiros é que, chegando ao Brasil, vivam intensamente a realidade local, em união com toda a Igreja do Brasil. Durante este tempo, todas as dioceses seguirão uma programação comum sobre três pilares: espiritualidade, solidariedade missionária e cultura. Isto vale também para as dioceses que não terão a presença de jovens estrangeiros.
QUANTO A PARTICIPAÇÃO DE PEREGRINOS ESTRANGEIROS?
Segundo relatório mensal enviado pelo COL –comitê organizador local- à comissão Pastoral para a Juventude, atualmente têm 50 peregrinos estrangeiros inscritos em nossa semana missionária. A nacionalidade dos mesmos é a republica central da África.
terça-feira, 9 de julho de 2013
Homilia do 14° Domingo do Tempo Comum

Homilia do 14° Domingo do Tempo Comum



Homilia (MP3) do 14° Domingo do Tempo Comum - Mons. Rômulo, Paróquia de São Manuel do Marco-CE.
A celebração deste Domingo convida-nos a exultar de alegria pela presença dos sinais de júbilo que Deus oferece ao seu povo. A vontade de Deus é transformar a cidade.

A oferta mais maravilhosa de Deus é o dom de seu Filho, Jesus Cristo. Ele se fez entrega por nós na cruz. Ele estabelece pela sua doação a Nova Jerusalém onde é possível desterrar o ódio, a morte e o pecado, isto é, uma cidade saudável onde todos possam viver como filhos de Deus.

Evangelho (Lc 10,1-12.17-20)
Domingo, 7 de Julho de 2013.


Naquele tempo,  o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir.  E dizia-lhes: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita.  Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos.  Não leveis bolsa, nem sacola, nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho!  Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’  Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós.

 Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa.  Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem,  curai os doentes que nela houver e dizei ao povo: ‘O Reino de Deus está próximo de vós’.

 Mas, quando entrardes numa cidade e não fordes bem recebidos, saindo pelas ruas, dizei:  ‘Até a poeira de vossa cidade, que se apegou aos nossos pés, sacudimos contra vós. No entanto, sabei que o Reino de Deus está próximo!’

 Eu vos digo que, naquele dia, Sodoma será tratada com menos rigor do que essa cidade”.

 Os setenta e dois voltaram muito contentes, dizendo: “Senhor, até os demônios nos obedeceram por causa do teu nome”.  Jesus respondeu: “Eu vi Satanás cair do céu, como um relâmpago.  Eu vos dei o poder de pisar em cima de cobras e escorpiões e sobre toda a força do inimigo. E nada vos poderá fazer mal.  Contudo, não vos alegreis porque os espíritos vos obedecem. Antes, ficai alegres porque vossos nomes estão escritos no céu”.

Baixe aqui a Homilia

segunda-feira, 8 de julho de 2013
Os jovens e a Cruz

Os jovens e a Cruz


A Igreja Católica prepara-se para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro. Para isso, volta cada vez mais sua atenção para os jovens, em sintonia com toda a sociedade, consciente do quanto é importante entender bem a juventude e comprometer-se com o seu presente e futuro.

A opção preferencial da Igreja pelos jovens tem raízes na 3ª Conferência dos Bispos da América Latina, no ano de 1979, em Puebla, México. Um exemplo da especial atenção da Igreja é a utilização da sua consolidada experiência na promoção da Campanha da Fraternidade, durante a quaresma de cada ano: em 2013, vamos retomar o tema fraternidade e juventude.

Mais que oportuno, é urgente a priorização da juventude nas agendas das Igrejas, dos governos e de todos os segmentos da sociedade. Os jovens e adolescentes ainda constituem uma grande maioria de nossa população. É um enorme potencial para o presente e o futuro da Igreja e dos povos. Os jovens são chamados a ser ‘sentinelas do amanhã’, como disse o Bem Aventurado João Paulo II, por ocasião de uma das edições da Jornada Mundial da Juventude.

Esta consideração patenteia o grau de responsabilidade que todos temos junto aos jovens. Intensifica-se a responsabilidade e crescem as exigências quando se considera a tarefa do enfrentamento das sequelas da pobreza gerando sua exclusão, afetados, em larga escala, por uma educação de baixa qualidade, com horizontes de vida estreitados pelos reducionismos e outros descompassos da sociedade contemporânea. Preocupante é o problema das drogas, criando dependências, dizimando vidas, impedindo o desabrochar da juventude sob o impulso inspirador de valores e princípios ancorados no amor, na justiça e na solidariedade.

A Jornada Mundial da Juventude é, pois, um percurso que convoca e põe a Igreja em estado de missão entre os jovens, proporcionando-lhes a centralidade do encontro com Jesus Cristo, o maior bem da vida, e trabalhando, no que diz respeito à mancha de óleo que é a dependência química, na prevenção, acompanhamento e apoio a políticas governamentais para reprimir essa pandemia.

A prevenção se faz com processos educativos, com incidência para introduzir as novas gerações no âmbito do valor da vida e do amor, despertando a consciência da própria dignidade de filhos de Deus. O Documento de Aparecida, nº 424, reza que a “Igreja deve promover luta frontal contra o consumo e tráfico de drogas, insistindo no valor da ação preventiva e reeducativa, assim como apoiando os governos e entidades civis que trabalham neste sentido, exortando o Estado em sua responsabilidade de combater o narcotráfico e prevenir o uso de todo tipo de droga”.

A Jornada Mundial da Juventude no Brasil, já em curso com a peregrinação da Cruz e do Ícone de Nossa Senhora, é experiência de espiritualidade, reconhecendo a religiosidade como fator de proteção e recuperação importante para o usuário de drogas. Também é um evento de grandes proporções para mobilizar a juventude em torno de temas, preocupações e questões decisivas para a vivência da vida como dom. Os jovens, portanto, merecem e requerem um caminho percorrido com eles em busca dessas conquistas e na consolidação de uma vida vivida no amor e na justiça.


O símbolo da cruz, para todos os que a contemplarem, é lição estampada ao ar livre, publicamente, chamando todos à aprendizagem e vivência dessa lição mais importante da vida: servir. A cruz é o altar da Eucaristia, memória da oferta que Cristo faz de seu corpo e sangue, a salvação da humanidade. É o poder e a sabedoria de Deus, sua manifestação eminente e garantia de como tornar operante a ressurreição na vida terrena do cristão.

A cruz é uma espiritualidade que orienta a fixar o olhar n’Ele, Cristo, mestre e senhor da vida. A Cruz de Cristo Rei da futura Catedral é sinal da centralidade de Cristo, Rei porque servidor e redentor. É um monumento a esta profissão de fé, com a tarefa de ser lugar do encontro com Ele e do compromisso com a vida plena para todos. Esta é hora de profunda comunhão e generosidade, de entendimento clarividente para que se construa a Catedral e seja fecundada nossa opção preferencial pelos jovens.


Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arquidiocese de Belo Horizonte/MG
Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados