segunda-feira, 23 de abril de 2012

Liberdade e responsabilidade


Liberdade e responsabilidade são duas palavras que não podem jamais serem separadas. Devem estar sempre juntas. Uma completa a outra e ambas ajudam a fortalecer nossa personalidade, nosso modo de ver e viver no mundo.
 Todos nós sabemos o que é liberdade e responsabilidade. Mas, vamos pensar nessas palavras nos seguintes termos: Liberdade é  a  faculdade que o ser humano possui para decidir ou agir segundo a própria vontade e determinação, no meio de uma sociedade organizada, dentro dos limites impostos por normas bem definidas. Ou seja, liberdade não é simplesmente fazer tudo o que eu quero. Responsável é a pessoa que responde pelos próprios atos ou pelos de outros. Que responde legal ou moralmente pela vida, pelo bem-estar, etc., de alguém.
 O direito define responsabilidade como sendo a obrigação de responder pelos próprios atos  ou  pelos dos outros.
  Podemos, então, entender que a responsabilidade é pré-requisito para a liberdade, ou seja, para viver minha liberdade eu devo ser responsável.
 Até aqui tudo mais simples e obvio, não é verdade?  Mas, por que será que muitas pessoas vivem sua  liberdade sem nenhuma responsabilidade? O que deu errado com elas?
  É difícil responder a essas perguntas. Os motivos são muitos e variados para cada pessoa, mas eu ousaria dizer que a falta de DEUS, pode ser um dos motivos para que muitas pessoas vivam como se fossem donas do mundo, fazendo o que lhes dá na cabeça, sem medir as conseqüências de seus atos, e pior, sem assumir a responsabilidade pelo o que fizeram. Quer um exemplo? O sujeito bebe, “enche a cara” porque é livre para fazer isso. Depois bate o carro e acaba ferindo ou até matando uma pessoa.  Na justiça, recorre de todas as maneiras  para não pagar pelo seu erro. Ou seja, não assume suas responsabilidades. E o processo leva 10 anos ou mais para ser resolvido, sempre em prejuízo da vítima. Outro exemplo é da pessoa que, por ser livre, faz o uso de drogas, mas que, irresponsavelmente, está financiando o crime organizado.
 Ao contrário, quando temos Deus no coração , observamos Suas leis, levamos uma vida espiritual, amamos nossa vida e as dos outros, nos tornamos verdadeiramente livres e responsáveis por nós mesmos, pelos outros e pela a vida. Nossas escolhas e decisões passam pelo crivo do sagrado, que limita nossas atitudes contra a vida, nos impõe limites éticos, morais e comportamentais, nos leva à  atitudes solidárias e nos tira de nosso egoísmo, abrindo nosso coração ao próximo, o que reforça nossa intimidade com Deus.
  Vivendo assim caminhamos para a santidade, para um mundo onde nosso bem estar passa pelo bem estar dos outros, e nossa liberdade, pela liberdade dos outros. Os santos foram pessoas verdadeiramente livres e nos ensinam  a viver com responsabilidade, a liberdade que Deus nos deu.
 Queridos jovens, não tenham medo de, livremente e com responsabilidade, passarem a agirem contra as forças negativas do seu grupo de amigos. Não tenham medo de irem contra a maré, a onda , a moda,  o comportamento, se vocês perceberem que estão no caminho errado. Suas escolhas vão fazer toda a diferença em sua vida, para o bem ou para o mal.


Texto: Cássio Abreu -ASJ

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados