terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Igreja, somos nós, povo de Deus!




A força da história:
Com Pentecostes, 50 dias depois da Páscoa de Jesus, os seguidores de Jesus, sob o impulso do Espírito Santo ( simbolizado com vento e o fogo), se espalham pelo o mundo. Com Saulo, formado para ser Rabino, mas sendo cidadão Romano, o cristianismo avança pela imensa extensão do império de Roma. Além dos Judeus, pessoas de todas as nações e etnias se convertem a  Jesus. Ao sair da cultura judaica e do idioma aramaico e hebraico, os cristãos aprendem o grego e o latim, predominantes em grande parte do império.
A riqueza das palavras ( etimologia):
 Um costume ajuda os cristãos  a se adaptarem ao mundo novo denominado pelos gregos.
O “arauto” ( Kerux)   percorre ruas convocando as pessoas para a “assembléia” (ekklésia) numa grande praça. O povo reunido ouve o “ Kerux” transmitindo a boa notícia (euagélia) da parte do governo.
 Deste costume a Igreja cria a “ Ekklesía tou theou” (a Assembléia convocada por Deus); nela anuncia a “ Boa Nova!” ( Eu = Bom, boa: angélia = notícia), que é o próprio Deus morando conosco em Jesus ressuscitado. Daí origina-se o termo “Evangelho” ( Jesus é boa notícia). Por sua vez , convocar as pessoas e falhar-lhes de Jesus , é função do Kerux ( o anunciador, o convocador, o arauto). E de kerux nasce “ kerigma” que significa “ convocar e anunciar Jesus Cristo” para que as pessoas cheguem ao encontro pessoal com Ele, à conversão e à inserção na comunidade de Jesus, a Igreja.
O rico significado de Igreja:
Igreja ( ekklesía, ecclesia, chiesa, iglesia, igreja, église), é em sua origem “Assembléia, convocada pelo próprio Deus, para Ele e para as tarefas que Ele vai dar “ ( mediante seus arautos). Em síntese, estas são as principais tarefas da Ekkesía = Igreja, o povo de Deus:
A)    Ser povo de Deus congregado no Amor ( o mandamento novo do Amor fraterno em Jesus Cristo)
B)    Ouvir e obedecer a palavra de Deus( pregação, anúncio, evangelização)
C)    Prestar culto a Deus – reconhecê-lo como o único Deus, acolhe-lo , ofertar-se a Ele, colocar-se a disposição.
D)     Alimentar-se com “o pão” dado pelo próprio Deus ( a palavra proclamada, o amor fraterno, a vida e ação libertadora de Jesus ( pão e vinho consagrados).
E)     Partir para a missão ( “missio = enviar alguém para desempenhar o que Deus diz, realizar a sua santa vontade), tanto pessoal como comunitariamente. E a vontade de Deus é que todos sejam salvos. A salvação tem que acontecer aqui na terra ( Jesus cuidou das pessoas, das suas necessidades psicofísicas: acolheu, socorreu, alimentou, curou, tratou das doenças psicológicas e espirituais ( na época muitas dessas doenças eram tidas como possessão pelo demônio), plantou um mundo fundado no amor, na justiça , na solidariedade. E é também salvar para a vida eterna e feliz na eternidade, no abraço definitivo de nosso Deus Pai-Mãe-Amor-Justiça-e-Misericórdia.


Texto Irmão Nery, fsc, lassalista .

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados