terça-feira, 29 de novembro de 2011

A busca pela medalha


A busca pela medalha, pelo tesouro, pela coroa nos leva a renúncia de nossa vida, de nossas vontades. É um arriscar-se  para conseguir. E em meio a esta luta crescente e sem fim, as habilidades ultrapassam seus próprios limites, fazendo com que a graça persiga tangencialmente.
É a busca pelo tesouro. É o olhar focado firmemente e fixamente no tesouro, que trará a satisfação própria que irradiará e atingirá os corações que estão no raio de sua área, arrancando de forma abrupta e afável o sentimento de felicidade que vem a tona centrifugamente, de dentro para fora, inflamando o desejo de buscá-lo também.
Acabam se tornando “super heróis”, parecem até ter “super poderes”, mas é a graça e a resposta do olhar que está se sentindo totalmente atraído pela coroa.
É como um passarinho jovem que salta de cima, mesmo com pouco medo, sabendo que (dentro de si) pode voar e alcançar o “alto”.
São super atletas que sobem, não por méritos próprios, certo “podium” ou certo patamar que os coloca a vista, pois foi, por conseqüência, o resultado da missão abraçada.
É como se fosse, já conquistas. Mas com o desejo maior que eleva mais ainda os olhares. Desejos e sonhos da alma, que são os únicos que completam o ser vivificador.
É impressionante. Podem estar em qualquer situação de posição perante as nações, perante os povos ao seu redor, mas o “podium”, a conquista é para os que abraçar a missão, no desejo ardente, não pela glória (pois é passageira toda glória terrena), mas pela coroa.
E se vierem as quedas, as percas de suas pontuações, tentando machucar seus corações por ações que não são de Deus, mas sim daquele que não deseja sua vitória, distanciando-lhes da luta por seu tesouro, erga-se! Volte a tona, na certeza que só você pode ocupar aquele lugar de direito, que se você não for, ele ficará vazio, pois é seu. Há dentro de você algo que nenhuma fraqueza humana pode abalar: a esperança e o DNA do criador.
E assim as nações o conhecerão, como dinâmica de Deus, não porque querem aparecer, mas por vontade de Deus, para que o mundo foque seu olhar na coroa, no “podium”. Para que o desejos e sonhos vãos e pequenos, fiquem em seus lugares vãos e pequenos, pois não recebemos a missão para isso, recebemos para subirmos no ponto mais alto como verdadeiros vitoriosos.
Parabéns a todos que abraçaram e abraçarão suas missões, seus objetivos. O “Podium” espera por vocês. E que a coroa desejada não seja a coroa que o tempo e as traças corroem, mas que seja a coroa dos verdadeiros portadores da têmpera que trará a permanente felicidade e glória de sua conquista.
Depois é só gozar o som do hino de sua verdadeira Pátria, juntamente com os grandes vencedores.

Por:
Um Santo dos dias de hoje.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados