terça-feira, 27 de setembro de 2011

A felicidade passa pelo outro.

Tudo na vida tem seu processo, porque tudo é processual, a felicidade faz parte da vida.
Mas, há um processo em especial que precisamos identifica-lo em nossa vida. Aliás um dos processos mais significantes da vida é o da felicidade. O processo da sua felicidade passa pelo outro.
Para que eu esteja feliz é preciso que o outro também esteja, se ele não está feliz é por consequência da infelicidade e quando outro é infeliz ele estraga a felicidade alheia.

Há um equilíbrio nesse aspecto com o SER e ou NÃO SER feliz. Podemos nos questionar como sou feliz em quanto que o outro está infeliz na sua indigência, na sua angustia ou mergulhado em sua miséria distante da misericórdia, na sua ausência na sua dor?
Como posso achar que sou feliz se não aceito a felicidade do outro? Nisso precisamos ter a cautela de suportar a felicidade daquele que pode vir ser a minha felicidade, uma vez que o outro é infeliz, na sua infelicidade ele tende a ofuscar o brilho da sua, vejamos a razão pela qual existem roubos, drogas, mortes..., delinquência gerada pela inveja. A felicidade se constrói a partir do momento quando fazemos alguém feliz, esse é o processo mais sublime de tornar em si a felicidade, produzindo no outro a pessoa de Jesus a mais perfeita felicidade.

Uma coisa ainda precisamos escrever no mármore do seu coração, “Só serei bem comigo mesmo quando perceber a felicidade no outro”. Identificar essa felicidade no outro é encontrar o equilíbrio do ESTARMOS FELIZES. A felicidade passa pelo outro, porque sendo feliz outros também serão e sendo eu feliz espalharei essa felicidade a muitos e a infelicidade não terá mais espaço.

Por:  PAULO FILHO, 23/02/11

UM PENSAMENTO QUE ESCREVI QUANDO ME VEIO EM MENTE.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados