sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Diferença entre imagem e ídolo




Imagens não são ídolos. A proibição relatada nos livros do Êxodo e Deuteronômio, aplica-se às imagens cultuais. A proibição refere-se às imagens dos deuses estrangeiros e não de qualquer desenho, pintura ou escultura.
Trata-se de ídolos e de figuras de deuses falsos que tomavam formas de pessoas,animais, astros, etc.
Tanto é assim que o mesmo Deus mandou Moisés fazer uma serpente de bronze. Esta imagem da serpente era prefigurativa de Jesus pregado na cruz: Jo 3,14s.

Além disso, Deus determinou a Moisés fazer dois querubins para cobrirem o propiciatório: Êx 25,18ss. Salomão, quando construiu o templo, mandou fazer também querubins e outras várias figuras, entre as quais leões e bois: 1 Re 7,29. Nem por isso o templo foi do desagrado de Deus.
Com essas proibições, Deus procurava proteger o pequeno povo de Israel, cercado de tantos povos idólatras e ele mesmo propenso à idolatria, do perigo dessa mesma idolatria. Portanto, ao recriminar  os católicos , os protestantes deveriam primeiramente provar que as imagens de Jesus Cristo, Maria Santíssima e dos santos são realmente realmente imagens daqueles deuses estrangeiros.
Uma coisa é imagem, outra é ídolo. O mesmo Deus que proibiu fazer imagens (de ídolos) mandou fazer imagens (de não ídolos), como a serpente de bronze e os querubins.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados