quarta-feira, 27 de julho de 2011

Biografia De Monsenhor Waldir Lopes De Castro

(1931-2001)

Monsenhor Waldir Lopes de Castro nasceu na cidade de Sobral, no dia 02 de fevereiro de 1931. Foi, na ordem cronológica, o quarto dentre os dez filhos do casal Victor de Castro Cavalcante e Francisca Elusa Lopes de Castro Cavalcante.
Foram seus avós paternos: José Cavalcante Albuquerque e Maria Fausta de Castro Cavalcante, ambos de Santana do Acaraú. Foram seus avós maternos: José Alcino Lopes Cavalcante e Maria Amélia de Albuquerque Lopes. Ele, nascido em Sobral e ela, de Meruoca Nosso estimado pároco recebeu o batismo na igreja da Sé, em Sobral, a 08 de março do mesmo ano em que nasceu. Foram seus padrinhos: Manuel Gomes da Mota e Maria Vasconcelos Mota. O vigário que o batizou foi o padre José Gerardo Ferreira Gomes. Recebeu o sacramento da crisma em 1944, sendo seu padrinho Monsenhor Olavo Passos. Iniciou seus estudos primários com a professora Dona Maroca Paulo, tendo-os concluídos no Grupo Escolar Professor Arruda, em Sobral. Ingressou no Seminário Menor de Sobral a 08 de fevereiro de 1944. Concluiu o Seminário Menor no ano de 1950. Fez seis estudos de Filosofia e Teologia no Seminário Maior da prainha, em Fortaleza, no percurso de seis anos. Tornou-se clérigo no dia 14 de julho de 1953. Recebeu as duas ordens menores do Leitorato e Acolitato no dia 20 de julho de 1954. Recebeu as ordens menores do Exorcistato e Acolitato em 08 de dezembro de 1954. Foi lhe conferido o subdiaconato a 23 de outubro de 1955. Recebeu o diaconato no dia 08 de dezembro de 1956 pelo Bispo D. José Tupinabá da Frota, na igreja Catedral de Sobral. Começou a exercer seu ministério sacerdotal, como cooperador do vigário da Paróquia do Patrocínio Mons. José Osmar Carneiro. Nesse cargo permaneceu, de janeiro de 1957 a março de 1964. No mesmo período foi professor de religião no Seminário de Sobral e na Escola Técnica de Comércio D. José. No dia 08 de março de 1964 assumiu a paróquia de São Manuel, onde permaneceu até seu falecimento. Na paróquia, seu trabalho pastoral era bem diversificado, mas demonstrou predileção pela implantação da Catequese Renovada, pelo apoio às Comunidades Eclesiais de Base e pela consciência prática do Dízimo. Sentindo a necessidade do seu apoio à educação escolar, com o apoio dos líderes da cidade, fundou o Centro Educacional São Manuel (CESM), com 1º e 2º graus, de onde foi professor e diretor há até pouco tempo. Prestou significativo serviço á Diocese no setor das Vocações Sacerdotais, quanto nos anos de 1980 e 1981, assumiu a Direção do Seminário Diocesano São José, de Sobral. Vale a pena destacar, que durante esses dois anos de ausência, não deixou de ser nosso pároco, embora sentíssemos a iminência de perdê-lo. Mas graças a Deus e à força de seus paroquianos, assim como ao seu próprio interesse de permanecer conosco, continuou exclusivamente dedicando-se à nossa paróquia, e praza a Deus que nele permaneça para sempre. Por méritos de seu serviço prestados a igreja, D. Walvrido pediu para à Santa Sé de Monsenhor, no dia 27 de fevereiro de 1975. Em reconhecimento à sua dedicação prestada ao povo de Marco, foi-lhe conferido o título de cidadão marquense. Com a ajuda espontânea de seus paroquianos, construiu a Igreja ao Coração de Jesus e reformou o cemitério São Roque. Dedicou-se a reformar a Igreja Matriz e sem que viesse a contemplar o término da obra e de muitas outras que estavam no seu coração, pois sonhos é que não lhe faltavam. Na manhã do dia 22 de dezembro de 2001, no momento em que lutava pela vida fazendo caminhada na Avenida Didé Rios, foi acidentado bruscamente às 5:10, vindo a falecer na Santa Casa da Misericórdia de Sobral às 7:45, quando submetia a uma tomografia computadorizada. Partiu assim, sem explicações e rapidamente porque o Pai precisou dele mais que nós. Suas últimas palavras, conforme testemunhas foram: "Ela me ama (Maria., Pai em tuas mãos entrego a humanidade de Marco..." - Confirmando a grandeza de sua Fé e seu amor pelo povo de marquense. Ficou-nos a dor, a saudade de um pastor insubstituível, mas também a certeza de um dia o veremos na Glória de Deus. "É bonito gastar-se até o fim pela causa do reino de Deus". (João Paulo II)


Fonte: Paróquia de São Manuel do Marco
Comentários
0 Comentários
Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados