quinta-feira, 2 de junho de 2011

O brado de Francisco de Assis


  “O Amor não é amado!” . Era este o brado de Francisco de Assis que chegou aos nossos corações e os tocou.
      Na cruz é o próprio Deus que mendiga o amor da sua criatura: ele tem sede do amor de cada um de nós   esta expressão completa o grito de são Francisco que rompeu nossa surdez nos fez ouvir que o amor na é amado:
      Para entender melhor este brado de são Francisco vamos transcrever parte do livro “O irmão de Assis” que narra este fato:
Por que choras?
     “ Freqüentemente o irmão (Francisco) passava noites interas em oração. A lembrança do crucificado queimava  como o fogo, produzindo nele uma estranha mistura de prazer e dor, de pena e de alegria. No ápice de sue espírito  sentia florescer uma rubra ferida. Sempre que pensava no crucificado, a ferida se abria e manava sangue. Então   começava a chorar e não se portava que os outros o vissem chorando.
   Numa sexta-feira, disse aos irmãos:Filhos, ide cuidar de vossas tarefas. Eu ficar em casa. Nesse dia não comeu nem bebeu, nem um gole de água. Passou a manhã pensando e sentindo a paixão do senhor. Lá pelas três da tarde não agüentou mais e começou a chorar. Chorava soluçando e gemendo desconsoladamente. Começou a andar pelo o bosque gemendo e chorando. Topou com um camponês e não se calou, continuou a chorar. Não sentia vergonha alguma.O camponês perguntou: “ Que aconteceu, irmão, por que estás chorando?” O irmão respondeu: Meu irmão, o meu senhor esta na cruz e me perguntas por que choro? Quisera ser neste momento o maior oceano da terra, para ter tudo isso de lagrimas. Quisera que se abrissem ao mesmo tempo todas as comportas do mundo e soltassem as cataratas e os dilúvios para me emprestarem mais lagrimas. Mais ainda que juntassem todos os rios e mares, não haverá lagrimas suficientes para chorara o dor e o amor de meu senhor crucificado. Quisera ter asas invencíveis de uma águia para atravessar as cordilheiras e gritar sobres as cidades : o amor não é amado! O amor não é amado! Como é que os homens podem amar uns aos outros se amam o amor.”O camponês também não agüentou e se pos a chorar.  A crônica termina dizendo:”conhecemos esse homem. Ele referiu esse caso a nós, companheiro do bem-aventurado Francisco, para grande consolação de nossas almas.      
                                                                                          (O irmão de Assis, 148-149)

   Imbuídos deste sentimento de o amor não é amado, fomos por Deus através de são Francisco e em resposta ofertamos nossas vidas à igreja na comunidade para amar Cristo Jesus em todo tempo e lugar, em espírito e em verdade, por meio do louvor e da adoração.
   A resposta que o senhor deseja ardentemente de nós é antes de tudo, que acolhamos o seu amor e nos deixemos atrair por Ele. Mas aceitar o seu amor não é suficiente. É preciso corresponder a este amor e comprometer-se a transmitir-lo aos outros: Cristo atrai-nos para si a fim de unir conosco, para que aprendamos a amar os irmãos com seu amor. 
                                                                 
Claramente percebemos que Francisco sai pelos bosques a chorar porque tem uma experiência com Deus, descobre-se infinitamente amado, e reconhece que Deus não é amado, que todos se preocupam em amar outras coisas, pessoas, mas não amam a Deus.Também nós Filhos de Sião , somos convidados a viver uma experiência com esse amor que a todo instante na cruz tem sede do nosso amor.
   “Queridos irmãos e irmãs, olhemos para Cristo transpassado na cruz! É Ele a revelação mais perturbadora do amor de Deus, um amor em que Eros e ágape, longe de se contraporem, iluminam-se reciprocamente.
                                (mensagem do papa Bento XVI para a quaresma de 2007) 

“ Depois que o senhor me deu irmãos ninguém me mostrou o que eu deveria fazer, mas o altíssimo me revelou que eu devia viver segundo a forma do evangelho”(são Francisco)

                             
                     Dos Estatutos Filhos de Sião, livro “O irmão de Assis
                     Ministério de Formação.
                     Formação para Discipulado Menor.
Comentários
0 Comentários
Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados