Formação

Notícias da Igreja

Destaques

segunda-feira, 30 de maio de 2011
Festival Halleluya

Festival Halleluya

O Festival Halleluya é a melhor opção de entretenimento no final das férias.  O evento acontece em uma fazenda de 8 mil metros quadrados e atrai milhares de pessoas para uma programação feita de shows, esportes radicais e muita atitude. Neste ano a organização do Festival aguarda um público estimado em 900 mil pessoas, nas cinco noites de evento.
O Espírito Santo que sustém a Igreja

O Espírito Santo que sustém a Igreja

Homilia em áudio (MP3) do 6º Domingo da Páscoa - Pe Manoel Rômulo- Paróquia de São Manoel - Marco-CE

Os dons do Espírito Santo nos foi dado através do Batismo, só seremos Cristãos de verdade se vivermos nosso Batismo. O Espírito Santo sustém a Igreja que somos nós.
Neste 6° domingo da Páscoa somos convidados a refletir  também sobre os verdadeiros Apóstolos de Jesus que estão na igreja católica ."O senhor Jesus nos fala muitos viram em Meu nome"


  Baixe aqui a Homilia 














sábado, 28 de maio de 2011
Experiência de Deus - Lucinha

Experiência de Deus - Lucinha

A minha alma tem sede de Deus e deseja O Deus Vivo
A imagem do criador está impressa em seu ser e você sente a necessidade de encontrar Sua luz
você nasceu do Amor Para o Amor, O Senhor me contemplou  e me amou.
Deus contemplou toda a Sua Obra e viu que tudo era bom .


Formação realizada em um Retiro da Comunidade Católica Filhos de Sião
Por; Vander Lúcia Meneses - Fundadora


Baixe aqui a pregação






Aniversário do co-fundador - Adriano

Aniversário do co-fundador - Adriano

Adriano, parabéns pelo dom da tua vida. Hoje estamos felizes porque tua vida vida se consome em doação pela causa do Reino de Deus expressa na comunidade. Reconhecemos tua importância no que diz respeito a nossa caminhada rumo ao céu. Parabéns e que os dons do Espírito Santo te acompanhe. Amém

Por; Vander Lúcia  - Fundadora da Comunidade Filhos de Sião
..
sexta-feira, 27 de maio de 2011
Retrato do Filho de Sião

Retrato do Filho de Sião


O Filho de Sião tem seu modelo em Nossa Senhora. Nossa Senhora é a excelsa Filha de Sião. É a que viveu por excelência o verdadeiro SER SIÃO. Ela resistiu em tudo ao tentador, mulher forte e corajosa que em momento algum vacilou na fé. Viveu a esperança messiânica, permitindo assim que se cumprisse a palavra de Deus em sua vida.

O Filho de Sião resiste até o sangue na luta contra o pecado, teme a Deus, guarda a fé e não adora, nem constrói para si falsos deuses.

O filho de Sião é amante da palavra de Deus. Tem o LOUVOR NOS LÁBIOS e nas mãos a espada de dois gumes.

O Filho de Sião não murmura, louva. Porque sabe que Maria sempre irá dizer: “Filho eles já não têm mais vinho.”

O Filho de Sião é alegre porque reside na presença de Deus. Tem em Maria Santíssima seu modelo de Sião quanto à oração, humildade, pobreza, castidade e obediência.

O Filho de Sião é fiel a doutrina da Santa mãe Igreja.

O Filho de Sião, como a Virgem de Sião, recita o Magnificat para expressar a alegria da vitória e escolha de seu Deus.

O Filho de Sião é alguém que Deus ama sem igual, por isso vive a certeza desse amor preferencial de Deus.

O Filho de Sião é missionário e serviçal, pois Maria Santíssima após a visita do Anjo Gabriel saiu às pressas para a casa de Isabel, cuja finalidade era levar o Salvador.

O Filho de Sião como a virgem de Sião está aos pés da Cruz.

O Filho de Sião é Igreja renovada, vive os carismas do Espírito Santo porque Maria foi a esposa do Espírito Santo.

O Filho de Sião tem a graça de ser procurado por Nossa Senhora quando se perder ou se desviar do caminho.

O Filho de Sião socorre os necessitados como a virgem de Sião nas Bodas de Caná.

O Filho de Sião é ADORADOR porque a Virgem de Sião foi Sacrário vivo.

O Filho de Sião participa da Santa Missa o máximo que puder, porque a Virgem participou do Calvário, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.

Vander-Lúcia Menezes Farias Fundadora



Eucaristia

Eucaristia




A Eucaristia é realidade permanente enquanto sacramento, na Hóstia, na Comunhão, no sacrário (A hóstia depois de consagrada é sempre o Corpo de Cristo, é verdadeiramente Cristo que permanece ali. Não só no momento da consagração, mas enquanto ela existir, enquanto não for consumida). E é realidade transitória enquanto sacrifício, na Missa, no momento da consagração (o sacrifício acontece na consagração, Cristo que se oferece ao Pai).
O Sacramento onde Cristo Se dá a nós, tem por fim primário a santificação do homem. O sacrifício, onde Cristo Se oferece a Deus como oblação, tem como fim primeiro a glorificação de Deus.
No sacrifício uma vítima é oferecida para dar testemunho do domínio de Deus. A vítima é totalmente oferecida a Deus, quem oferta se priva deste bem em honra Dele. Na Antiga Aliança com os sacrifícios que o povo de Deus fazia no templo se prefigura o sacrifício de Jesus em sua morte de Cruz.
O sacrifício de Jesus é único. Não se repete. Na missa nós o atualizamos, fazemos presente o mesmo e único momento da paixão, morte e ressurreição de Jesus. A Eucaristia torna presente o sacrifício da Cruz.
A Eucaristia é o próprio Corpo de Cristo e nós somos, pelo nosso batismo, seu corpo místico, ao ser este corpo apresentado ao Pai em sacrifício, nós também estamos sendo oferecidos, com Jesus, ao Pai em sacrifício por toda a humanidade.
A Missa
"A missa é ao mesmo tempo memorial do sacrifício de Cristo e banquete sagrado da Comunhão do Corpo e Sangue do Senhor" ( CIC n. 1382). A missa tem uma estrutura que se conservou desde os primeiros séculos. E são basicamente dois momentos fortes: A Liturgia da Palavra e a Liturgia Eucarística.
Desde o início da Missa, são os fiéis convidados a participar dos "sagrados mistérios", e para se tornarem menos indignos são exortados a reconhecer as próprias culpas. Conclui o sacerdote: "Deus onipotente e misericordioso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna". Eis a preparação mais adequada para a celebração eucarística prestes a se iniciar e, também, seu dom antecipado "porque todas as vezes que celebramos... este sacrifício, cumpre-se a obra de nossa redenção" (MR II dom. T. C.).
Em todas as missas, são aplicadas aos fiéis os frutos da oblação de Cristo: a remissão dos pecados e o dom da vida eterna iniciada já neste mundo com a vida da graça. Acima de tudo, porém, é o sacrifício eucarístico "ação de graças", pelo que se apressa o celebrante em entoar o festivo hino de louvor e agradecimento, prosseguido por todos fiéis: "Glória a Deus nas alturas". Significativo é que o primeiro motivo deste louvor, não são os admiráveis dons com que nos cumula o Altíssimo, mas a grandeza, a própria glória de Deus em que se compraz a Igreja: "Nós vos louvamos, nós vos glorificamos, nós vos damos graças por vossa imensa glória".
É, a glorificação de Deus, o fim primário da Santa Missa e se realizará do modo mais perfeito quando, após a consagração, puderem os fiéis oferecer ao Pai a Eucaristia: Cristo-Vítima para sua glória... À proclamação da palavra de Deus, nas leituras da Missa e na viva voz do sacerdote, segue-se a oferta dos dons e a apresentação da matéria para o sacrifício: preciosos momentos de recolhimento mui propícios para associarem-se intimamente os fiéis à ação sagrada, na qual são chamados a exercer seu sacerdócio santo: Para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus, por Jesus Cristo, em sua oblação, e os ofereça ao Pai, "como holocausto vivo, santo, agradável"

(O texto em itálico foi extraído da Intimidade Divina, do Frei Gabriel de Santa Maria Madalena, O. C. D. . São Paulo: Ed. Loyola, 1990)
quinta-feira, 26 de maio de 2011
Dízimo faz parte da lei do amor

Dízimo faz parte da lei do amor





O Dízimo faz parte da lei do amor. Só quem ama a Deus e ao próximo persevera como dizimista. E justamente por essa razão existe o quinto mandamento da Igreja - Pagar o Dízimo segundo o costume - que não somente reconhece seu valor, como também necessita dele para evangelizar. Com o dízimo, a evangelização se propaga de maneira digna e equilibrada.
Quando oferecemos o dízimo, por amor a Deus, o céu se abre e muitas bênçãos são derramadas. O amor de Deus invade todo o nosso ser, transcendendo o visível, fazendo-se percebido nas ações mais condizentes com o cristão: de fraternidade, justiça, paciência, humildade, alegria, coragem, fortaleza.

Baixe aqui a Homilia




terça-feira, 24 de maio de 2011
Renovados pelo poder do Espírito - Prof. Felipe Aquino.

Renovados pelo poder do Espírito - Prof. Felipe Aquino.



Para ser sempre renovado no Espírito Santo, o cristão precisa antes de tudo de se purificar, porque Ele é Santo e não pode conviver com o pecado assumido, aceito e não combatido. Ele está pronto para ocupar qualquer “vaso”, pequeno, grande, culto, iletrado, pobre ou rico, de ouro ou de plástico, mas Ele não pode ocupar um vaso sujo.
O Espírito do Senhor pode conviver conosco na luta contra o pecado – porque Ele é o nosso Santificador .


  Baixe aqui a Pregação

Prof; Felipe Aquino- Acampamento de Oração na Canção Nova

    







domingo, 22 de maio de 2011
Não se pertube o vosso coração

Não se pertube o vosso coração



Homilia em áudio (MP3) do 5º Domingo da Páscoa - Pe Manoel Rômulo - Paróquia de São Manoel  do Marco-Ceará

Evangelho
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
Não se perturbe o vosso coração. Se acreditais em Deus, acreditai também em Mim.
Em casa de meu Pai há muitas moradas; se assim não fosse, Eu vo-lo teria dito.
Vou preparar-vos um lugar e virei novamente para vos levar comigo, para que, onde Eu estou, estejais vós também.
Para onde Eu vou, conheceis o caminho.
Disse-Lhe Tomé:
Senhor, não sabemos para onde vais: como podemos conhecer o caminho?
Respondeu-lhe Jesus:
Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por Mim.
Se Me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai.Mas desde agora já O conheceis e já O vistes.
Disse-Lhe Filipe:
Senhor, mostra-nos o Pai e isto nos basta
Respondeu-lhe Jesus:
Há tanto tempo que estou convosco e não Me conheces, Filipe?
Quem Me vê, vê o Pai.
Como podes tu dizer: ‘Mostra-nos o Pai’? Não acreditas que Eu estou no Pai e o Pai está em Mim?
As palavras que Eu vos digo, não as digo por Mim próprio; mas é o Pai, permanecendo em Mim, que faz as obras.
Acreditai-Me: Eu estou no Pai e o Pai está em Mim; acreditai ao menos pelas minhas obras.
Em verdade, em verdade vos digo: quem acredita em Mim fará também as obras que Eu faço e fará ainda maiores que estas, porque Eu vou para o Pai.



  Baixe aqui a Homilia
















sexta-feira, 20 de maio de 2011
Maria, nosso modelo

Maria, nosso modelo



Ao criar-nos Deus nos chama a santidade, que apesar da nossa inclinação ao erro, não nos é impossível.
Em Maria nós encontramos este modelo ideal para seguirmos fielmente esse chamado de Deus, pois Ela nos inspira confiança, fé e abandono a vontade do Pai.
Através do seu silencio que significa, que não omissão, mas atenção a necessidade do outro, nos ensina que para amar é preciso calar por inúmeras vezes. Ela que sempre silenciou, meditou em seu coração.
Uma mulher de coração humilde que não se elevou por sua condição de mãe, mas reconheceu que tudo que lhe era conferido provinha de Deus.
Assim como a mãe, devemos ser despojados da nossa vontade e satisfação pessoal, com objetivo de somente servir, pois ela é Senhora por que primeiro serviu.
A Mãe nos é exemplo de fé e coragem, que acreditou nas promessas do seu Senhor, e abandonando-se a completamente entregou-se aos desígnios de Deus. Devemos agir com a mesma coragem e fé de que Deus tudo providenciará.

Maria é nosso modelo perfeito de ser Sião, pois Ela nos incita obediência a Deus que aguarda a nossa resposta diariamente, e está na torcida para que seja um sim ao seu amor, a sua igreja.
Devemos rogá-la para que nos auxilie a amar e obedecer a Deus como convém, pois como mãe, escuta as nossas preces e nos conduzirá ao seu filho Jesus assim como fez nas Bodas de Caná fazendo com que Jesus realizassum milagre, mesmo não sendo a hora, mas Jesus o fez para os noivos da festa por intermédio da mãe.


por: Marília Ivina, disc. menor da Com. de Vida
quinta-feira, 19 de maio de 2011
Entrega e Disponibilidade por Amor

Entrega e Disponibilidade por Amor


Evangelho João 13,16-20

Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus lhes disse: “Em verdade, em verdade vos digo: o servo não está acima do seu senhor e o mensageiro não é maior que aquele que o enviou. Se sabeis isto, e o puserdes em prática, sereis felizes.
Eu não falo de vós todos. Eu conheço aqueles que escolhi, mas é preciso que se realize o que está na Escritura: ‘Aquele que come o meu pão levantou contra mim o calcanhar’. Desde agora vos digo isto, antes de acontecer, a fim de que, quando acontecer, creiais que eu sou.
Em verdade, em verdade vos digo, quem recebe aquele que eu enviar, me recebe a mim; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou”.

 Padre Luis Carlos - Santuário Nossa Senhora da Salete

Baixe aqui a Homilia

quarta-feira, 18 de maio de 2011
As minhas ovelhas me ouvem e me seguem

As minhas ovelhas me ouvem e me seguem



Evangelho: (Jo 10, 11-18)

Naquele tempo, disse Jesus: “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida por suas ovelhas. O mercenário, que não é pastor, de quem não são as ovelhas, quando vê o lobo chegar, abandona as ovelhas e foge. Então o lobo ataca e dispersa as ovelhas. Assim age porque é mercenário e não se importa com as ovelhas. Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai. Eu dou minha vida pelas ovelhas.
Possuo ainda outras ovelhas que não são deste rebanho. É preciso que eu as conduza; elas ouvirão minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. O Pai me ama porque dou minha vida para de novo a retomar. Ninguém a tira de mim. Sou eu mesmo que a dou. Tenho o poder de dá-la e o poder de retomá-la. Esta é a ordem que recebi do meu Pai”.


Pe. Reinaldo da Canção Nova

Baixe aqui a Homilia


Casa da Misericórdia

Casa da Misericórdia

Casa da Misericórdia
  A Comunidade Católica Filhos de Sião há nove anos mantém a Casa da Misericórdia, espaço que atende  idosos doentes e duas adolescentes. Todos do Município de Marco, que não tem para onde ir, no espaço passam a ter um lar.
As atividades da  Casa são coordenadas por três pessoas que dedicam suas vidas a Comunidade, sem terem uma vida secular.
     

Na Casa da Misericórdia, os idosos e as adolescentes recebem medicamentos, alimentação, roupas, são atendidas por enfermeiros do Programa Saúde da Família - programa público de atenção básica - além de receberem muito carinho.
"Temos consciência do quanto o nosso trabalho é importante para a sociedade, uma vez que recuperamos a dignidade a essas pessoas abandonadas. É quando realmente entendemos que somos instrumentos de Deus na Terra", afirmou Francisco Adriano Silva, Co-fundador da Comunidade Católica Filhos de Sião.

      

A Comunidade mantém-se basicamente de doações. A sede está precisando da doação de roupas, alimentos, fraldas geriátricas, material de limpeza ou da doação financeira.

Marco-CE
Rua Gov. Raul Barbosa, S/N, Centro
(88) 9957-1576 / 99930033 /99930044
Acaraú-CE
Av Voluntários da Pátria, bairro Morada Nova
Te.: 88 97085665







Fonte ; Vale do Acaraú Notícias
terça-feira, 17 de maio de 2011
Nossas decisões precisam passar pelo fogo do Espirito

Nossas decisões precisam passar pelo fogo do Espirito



Nossa vida ela é feita toda de decisões, nós somos o resultado de nossas escolhas. Somente cheios de Deus na nossa vida, poderemos fazer as escolhas corretas. Tudo é um caminho, eu decido uma coisa mas é preciso caminhar ". Dependendo das nossas decisões, a partir daí começa o nosso sofrimento ou a nossa alegria.
Por isso mas do que nunca é preciso estar cheio do Espírito Santo, para poder tomar a decisão certa. " os que semeiam entre lágrimas, recolheram com alegria -salmo 125" ( pregação realizada no Evento Embriagai-vos do Espírito Santo - Santo André -São Paulo)


sexta-feira, 13 de maio de 2011
Encerramento da 49° AG dos Bispos do Brasil- Dom Raimundo Damasceno

Encerramento da 49° AG dos Bispos do Brasil- Dom Raimundo Damasceno



 Dom Raimundo damasceno presidiu a celebração da missa de encerramento da 49° AG dos bispos do Brasil em sua mensagem ele relembrou os 50 anos do concilio Vaticano II e também comentou sobre o dia de hoje em que se celebra Nossa Senhora de Fátima e o dia da abolição da escravatura no Brasil

Baixar a Homilia




Homilia 49° AG dos Bispos do Brasil- Dom Genival Saraiva

Homilia 49° AG dos Bispos do Brasil- Dom Genival Saraiva



Dom Genival Saraiva Bispo de Palmares (PE) em sua homilia relembrou a memória dos Bispos falecidos.
 " Somente em atitude de oração podemos nos colocar diante do mistério da morte -e  ressaltou que todos viveram na esperança cumprindo seus deveres de anunciar o Evangelho sem medo e com toda entrega



 Baixar a Homilia
Apelo aos pais - Dom Aldo de Cilo paggoto

Apelo aos pais - Dom Aldo de Cilo paggoto



Dom Aldo Di Cilo Paggoto durante a 49°AG dos bispos do Brasil
fez um breve comentário sobre a reeducação dos filhos: Os pais não devem renunciar o seu papel preponderante e insubstituível de educar seus filhos..
Comentou também sobre  a nova droga o oxi em meio a sociedade mais pobre, por ser tratar de se adquiri- la a um baixo custo.


Homilia da 49° Assembléia Geral dos Bispos-Dom Arlindo Furtado

Homilia da 49° Assembléia Geral dos Bispos-Dom Arlindo Furtado


Homilia da 49° Assembléia Geral dos Bispos-Dom Arlindo Furtado
Jesus sacia milhares de pessoas, e insiste que os discípulos se esforcem não pelo o alimento que se perde, mas pelo o alimento que permanece até a vida eterna, não se trata de espiritualizar as necessidades de comer da pessoa humana, como os discípulos não vivem muito tempo sem comer assim os discípulos precisam alimentar-se, do pão da vida, quem come A Minha Carne e Bebe O Meu Sangue tem a vida eterna, gera espanto entres os Judeus, são palavras intoleráveis aos ouvidos dos Judeus e a reação não tarda, muito de seus discípulos voltaram atrás e não seguiram mais Jesus, e Jesus percebe a crise dos doze e com tom provocador exige uma clara tomada de posição, pois crêr significa aceitar não apenas a palavra  mas também o sangue derramado do Senhor: - Vos também quereis ir embora?  e Simão Pedro faz sua profissão solene de fé -  Senhor  a quem iremos nós, só Tú tens palavras de vida eterna...


Baixe a Homilia



terça-feira, 10 de maio de 2011
Reconhecer Jesus na Santa Missa

Reconhecer Jesus na Santa Missa


Estudando os atos dos apóstolos vemos a ação de Jesus ressuscitado, os discípulos de Emaús são tomados pela decepção, pois estavam no sentido da libertação de Israel. Mas a importância desta passagem está no reconhecer Jesus no partir do pão e a outro sentido, ele se coloca no meio de nós.
O partir do pão no sentido da santa missa; Não podemos ser como Emaús, Jesus palavra é jesus vivo,
é Jesus ressuscitado. Olhe a maneira que você está na Santa Missa, se está como Emaús  ou se você está com muitas esperanças.
Jesus ia falando e o coração dos discípulos ardia; O altar é Cristo, a palavra é proclamada em nosso meio e Jesus se dá para nós. Não  vamos ficar como cegos, vamos compreender o sentido da Santa  Missa, cada Eucaristia que recebemos é Jesus Cristo ressuscitado que recebemos.
Não se pode achar que é só mais uma missa , não se deve ir por obrigação, mas sim investir no sentido da nossa vida " o Senhor Jesus ".
Nós estamos indo ao encontro do Senhor ressuscitado, devemos ir com toda alegria e não triste como faz muita gente.
A descoberta de Jesus na Santa Missa deve ser diária, mesmo sendo a palavra  repetida todos os anos, a palavra é viva, é nova tem sempre algo novo para descobrirmos .
Se não se vive a missa bem, o que se pode viver bem? A missa antes de tudo é o que precisamos. Tem gente que gosta da missa muito rápida, quer que a missa acabe logo, não tem paciência, e fica  disperso facilmente, assim se perde o verdadeiro sentido da missa.
 Lembre-se no calvário não tem horas, Jesus pacientemente esperou e não murmurou como um cordeiro a ser imolado.
A missa no domingo é indispensável , falamos que amamos Jesus mas colocamos a missa em ultimo lugar. Cristo é o inicio e fim vivido inteiramente.

 Pe Reinaldo- Canção Nova
domingo, 8 de maio de 2011
Homilia do 3° Domingo da Páscoa

Homilia do 3° Domingo da Páscoa

Homilia da Santa Missa do 3°Domingo da Páscoa, presidida por nosso pároco Manoel Rômulo, Paróquia de São Manoel de Marco-CE .

Evangelho de São Lucas 24, 13-35 

Naquele mesmo dia, o primeiro da semana, dois dos discípulos de Jesus iam para um povoado chamado Emaús, distante onze quilômetros de Jerusalém. Conversavam sobre todas as coisas que tinham acontecido.
Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles. Os discípulos, porém, estavam como cegos, e não o reconheceram. Então Jesus perguntou: “Que ides conversando pelo caminho?” Eles pararam, com o rosto triste, e um deles chamado Cléofas, lhe disse: “Tu és o único peregrino em Jerusalém que não sabe o que lá aconteceu nestes últimos dias?
Ele perguntou: “Que foi?” Os discípulos responderam: “O que aconteceu com Jesus, o Naza­reno, que foi um profeta poderoso em obras e palavras, diante de Deus e diante de todo o povo. Nossos sumos sacerdotes e nossos chefes o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram. Nós esperávamos que ele fosse libertar Israel, mas, apesar de tudo isso, já faz três dias que todas essas coisas aconteceram! É verdade que algumas mulheres do nosso grupo nos deram um susto. Elas foram de madrugada ao túmulo e não encontraram o corpo dele. Então voltaram, dizendo que tinham visto anjos e que estes afirmaram que Jesus está vivo. Alguns dos nossos foram ao túmulo e encontraram as coisas como as mulheres tinham dito. A ele, porém, ninguém o viu”.
Então Jesus lhes disse: “Co­mo sois sem inteligência e lentos para crer em tudo o que os profetas falaram! Será que o Cristo não devia sofrer tudo isso para entrar na sua glória?” E, começando por Moisés e passando pelos Profetas, explicava aos discípulos todas as passagens da Escritura que falavam a respeito dele.
Quando chegaram perto do povoado para onde iam, Jesus fez de conta que ia mais adiante. Eles, porém, insistiram com Jesus, dizendo: “Fica conosco, pois já é tarde e a noite vem che­gando!” Jesus entrou para ficar com eles. Quando se sentou à mesa com eles, tomou o pão, abençoou-o, partiu-o e lhes distribuía.
Nisso os olhos dos discípulos se abriram e eles reconheceram Jesus. Jesus, porém, desapareceu da frente deles. Então um disse ao outro: “Não estava ardendo o nosso coração quando ele nos falava pelo caminho, e nos explicava as Escrituras?” Naquela mesma hora, eles se levantaram e voltaram para Jerusalém onde encontraram os Onze reunidos com os outros. E estes confirmaram: “Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!” Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho, e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão.



 Baixar a Homilia
sexta-feira, 6 de maio de 2011
Vem aí EU+1

Vem aí EU+1





Este é mais um projeto da Comunidade Filhos de Sião. O retiro consiste em levar jovens a conhecerem as maravilhas de Deus, por meio da comunidade . As pessoas que já conhecem o retiro são convidadas a levarem jovens que ainda não conhecem o Eu + 1.



No retiro os jovens recebem formações, oração, aprofundamento na palavra de Deus, e ainda tem muita diversão com gincanas, sem contar com as maravilhas do local selecionado para o retiro que é sempre em meio a natureza com belas paisagens, que nos trazem uma grande paz interior. 
quinta-feira, 5 de maio de 2011
Santidade é presença de Jesus em nossa vida.

Santidade é presença de Jesus em nossa vida.



 Santidade é ter a face de Cristo, as atitudes d’Ele, temperamento, desejo, é saber perdoar . Santidade é presença de Jesus em nossa vida.
Seja manso, “suportai-vos uns aos outros”, “Amai a teu próximo como a ti mesmo”, em tudo imitai a Cristo
Antes sede bondosos uns para com os outros, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo". (Efésios 4.25-32

A santidade é parte de Deus e só podemos ser santos n'Ele. A sua história pessoal e tudo aquilo que Deus tem e quer fazer na sua vida é um momento único que vai exigir de você obediência.
Fazer o que Cristo nos manda fazer é característico de um viver santo. As atitudes de Jesus são incontestes. Se queremos andar em santidade devemos atentar para que a humildade seja uma das motivações para que Cristo se manifeste em nosso viver.

Só Jesus Cristo é santo. É a santidade d'Ele que atravessa o tempo e a história e entra na vida de cada um. É ela que faz de nós homens e mulheres santos. Sem o Senhor, ninguém é forte, ninguém é nada. Por essa razão, você tem de crer que o Senhor é capaz de fazer de você um homem e uma mulher santos. Saia da ignorância, acredite que Deus pode mudar a sua vida e levá-lo a uma vida de santidade.

No mundo atual – onde tudo é rodeado pelo capital e pelo dinheiro – precisamos dar um testemunho diferente e mostrar a ele que a nossa devoção nos leva à santidade e não somente a um aproveitamento financeiro da devoção.

A Igreja precisa de santos e santas hoje, agora. Para sermos santos e santas, neste momento presente, é preciso um amor extraordinário por Jesus, um amor que tenha a coragem de lutar contra todas as estruturas de pecado. Não há santidade sem liberdade! Ela não pode ser vivida sem o ato de ser profeta, que exige anúncio e denúncia; ela não pode ser vivida sem luta contra todas essas estruturas que abalam a Igreja.

Santidade é um dom da graça de Deus. A Bíblia diz em Êxodo 19:5-6 “Agora, pois, se atentamente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu pacto, então sereis a minha possessão peculiar dentre todos os povos, porque minha é toda a terra; e vós sereis para mim reino sacerdotal e nação santa. São estas as palavras que falarás aos filhos de Israel.”
Quanto mais lemos a Palavra de Deus mais santidade adquirimos. A Bíblia diz em João 17:17 “Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.”

Santidade é luta pessoal, pois só você pode ter a certeza interior de que a busca defendendo a verdade que está na Igreja, com amor esponsal consumindo-se pela Igreja de Cristo, mesmo que isso lhe cause perseguição.

Ser santo não é somente imitar Jesus, mas é ser Jesus, é vivê-Lo. Não dá para ser santo vivendo como todos vivem, aplaudindo tudo, vivendo de acordo com o sistema deste mundo. É preciso ir na contramão. Embora isso custe vida e sacrifício – é o jeito que o Senhor deseja que vivamos. Você não pode ficar na hipocrisia de uma vida falsa.




Ultimas Notícias
Loading...
Enviar Mensagem
Aperte Esc para Fechar
Copyright © 2010 - 2017 Comunidade Católica Filhos de Sião Todos os Direitos Reservados